Meio Bit » Baú » Games » Splash Damage mostra como o mundo dos games não é perfeito

Splash Damage mostra como o mundo dos games não é perfeito

27/04/2012 às 14:30

dori_brin_23.04.12

Qualquer pessoa que jogue videogame há um bom tempo certamente conhece algum título que mesmo tendo sido muito elogiado pela crítica e conquistado vários fãs, não conseguiu se tornar um sucesso comercial. Por outro lado, de vez em quando ficamos sabendo de jogos que viraram alvo de reclamações, mas que ainda assim tiveram bom desempenho nas prateleiras e um dos casos mais recentes é o Brink, da Splash Damage.

Depois de criar uma razoável expectativa entre os apaixonados por FPSs, o game distribuído pela Bethesda teve como melhor desempenho uma média 72 na versão para Playstation 3, mas de acordo com Paul Wedgewood, CEO dos estúdio, as vendas foram muito boas.

Com a Splash Damage, nós terminamos o Brink e estimamos ter vendido mais de 2,5 milhões de unidades mundialmente, o que no varejo pode significar que ele gerou entre 120 e 140 milhões e dólares.Mas é claro, como uma desenvolvedora independente, nós não recebemos todo esse faturamento, pois não somos a editora do título…

Eu até cheguei a dar uma chance ao Brink durante um final de semana gratuito que rolou no Steam, mas poucos minutos depois de começar a jogá-lo acabei desistindo por ter achado sua jogabilidade horrível e a maneira como as partidas se desenrolavam muito sem graça. Até desconfio que ele tenha vendido tanto por ter o nome da Bethesda por trás e acho que muita gente acabou se arrependendo da aquisição.

[via Gamasutra]

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários