Meio Bit » Baú » Indústria » Pensando bem penso que a LG pensa que a gente não pensa, ou nem pensariam em anunciar que estão pensando em um celular que pensa.

Pensando bem penso que a LG pensa que a gente não pensa, ou nem pensariam em anunciar que estão pensando em um celular que pensa.

09/04/2012 às 12:12

iris-9000-for-siri

Provavelmente com inveja da atenção que a mídia deu ao Google Glasses, a LG resolveu mostrar que consegue superar em termos de vaporware. Devo dizer que Kwon Bong-suk, diretor da empresa, foi bem-sucedido.

DIZ ELE que estão preparando o desenvolvimento de um celular… pensante. Capaz de se adaptar e entender os hábitos do dono e o mundo à sua volta. Isso mesmo. “thinking smartphone”, no original.

O exemplo dado: Digamos que você acorda todo dia 6AM para ir para o trabalho. O celular detecta que o trânsito está especialmente ruim, então decide te acordar 1h mais cedo.

Se isso for uma regra arbitrária, tudo bem, mas se for algo que o celular terá que deduzir por contra própria, temos problemas. O Vapor sai do campo de vapor e se torna ficção científica.

A idéia de Agentes Inteligentes não é nem um pouco nova, mas mesmo nos cenários mais liberais os agentes são reativos, respondendo a comandos, não tomando decisões sozinhos. Não estou falando de consciência, isso já seria esperar demais, digo apenas compreender o Mundo, o que já é além da capacidade de qualquer máquina atual.

Quando iPhones são vendidos como mágicos espera-se que as pessoas não levem isso a sério, já uma alegação de um “celular que pensa” é próximo o bastante da “realidade” criada pela ficção científica que muita gente vai levar a sério.

Diz a LG que “Criarão um produto que se conectará tanto aos consumidores que definirá uma nova regra do jogo”.

Boa sorte, se pensam que pensar é fácil.

relacionados


Comentários