Meio Bit » Baú » Software » O Firefox 2.0 me decepcionou

O Firefox 2.0 me decepcionou

22/12/2006 às 10:31

Estou usando a versão 2.0 do Firefox desde seu lançamento e, sinceramente, essa versão me decepcionou bastante em relação a 1.5.

Os principais pontos que não gostei:

  • Uso da memória
  • Instabilidade
  • Botão de fechar individual por aba
  • Falta de padronização
  • Sobrescrever o XSLT

Explicando:

Uso de memória: cada vez mais o FF consome mais e mais memória, usar outros programas pesados ao mesmo tempo, mesmo no Linux, está se tornando inviável.
Eu tenho o hábito de fazer inúmeras coisas ao mesmo tempo e usar o computador para quase tudo (até para ver televisão) e as lentidões causadas pelo uso excessivo de memória, acabam com a diversão.

Mesmo recompilando o FF, a partir dos fontes, com otimização para minha arquitetura, ele continuou bastante lento.

Instabilidade: o FF tem congelado com freqüência o que não é uma coisa comum e que irrita muito um usuário Linux, estou acostumado ao meu computador rodando vários dias seguidos com inúmeras aplicações sendo executadas e congelamentos não ocorrem, basta usar o FF por alguns minutos e a máquina começa a chiar.

Pior ainda, softwares que usam aceleração 3D, simplesmente, congelam toda vez que ganham o foco, vindo do FF.

Botão de fechar individual por aba: além de aumentar o consumo de memória e principalmente as ancoras de janela (cada botão precisa de uma), isso diminui a produtividade de quem usa muitas abas abertas ao mesmo tempo, ao que tudo indica este modelo se tornou um padrão de mercado, pois os principais navegadores estão desta forma.

Só esqueceram que pode ter gente que não gosta, não seria muito difícil deixar isso como uma opção para o usuário.

Falta de padronização: É incrível que o mesmo software em duas plataformas possa se comportar de maneira tão diferente, até o menu é diferente entre a versão Windows e Linux (certo, sei que já era assim na 1.5, mas poderiam ter consertado).

Sobrescrever o XSLT: Deixei este por último por ser o mais irritante, é uma falta de respeito com o desenvolvedor, que passou horas, as vezes dias, criando uma transformação XSLT toda incrementada e descobrir que ela não funciona.

Exibir um XSLT padrão para arquivos xml que não possuam uma transformação seria aceitável, mas fazer isso com todos?

Não sei se isso foi copiado do IE, mas com certeza segue a filosofia do mesmo de quanto menos mostrar para o usuário, melhor.

Sou a favor da facilidade para o usuário, mas desde que existam escolhas para os que não querem tanta facilidade.

Eu uso bastante XML para desenvolvimento e ter que usar um aplico diferente do navegador para poder ver o XML sem a transformação XSLT, é mais um problema.

Muitos podem dizer que tudo pode ser corrigido com extensões, isso não é inteiramente verdade com exceção do botão de fechar abas, os demais não podem ou serão só parcialmente resolvidos com as extensões.

Até que eu ache uma solução melhor, estou usando o Epiphany, que usa o mesmo mecanismo do FF e é estupidamente mais leve, quando tenho que usar o Windows, estou usando o FF 1.5, pois, mesmo que tenha melhorado, ainda falta muito para o IE chegar lá.

PS.: O problema dos botões individuais pode ser resolvido acessando o endereço about:config e alterando o valor de browser.tabs.closebuttons para 3, agradeço ao Marcellus pela dica.

relacionados


Comentários