Meio Bit » Baú » Demais assuntos » A falta que faz um amortecedor inercial

A falta que faz um amortecedor inercial

26/02/2012 às 9:00

Em ficção científica, pelo bem da narrativa e do orçamento muitas realidades físicas costumam ser ignoradas, e o equipamento mais comum do Universo é o gerador de Gravidade, que curiosamente gera um campo de 1g só do chão pra cima, ninguém nos decks abaixo é atraído para o teto da nave, que também não afeta nada a sua volta, mesmo tempo um campo gravitacional equivalente a um planeta.

Outro fenômeno normalmente ignorado é a inércia. Naves aceleram para velocidades incríveis e o herói não vira uma sopa orgânica na parede.

Em Star trek isso é explicado com o uso de amortecedores inerciais, que removeriam os efeitos da aceleração, evitando a morte horrível citada anteriormente. Claro, em Star Trek também é comum gente de camisa vermelha jogada pelos ares, tripulantes caindo das cadeiras quando a nave leva tiros, etc.

A explicação é que os amortecedores só funcionam se você souber quando a nave será sacudida.

Costumamos não prestar atenção na inércia, mas se a Terra parasse de girar e você estivesse no Equador seria atirado a uma velocidade de 1600Km/h.

O vídeo acima, com os astronautas Mike Fossum, Furukawa e Sergei Volkov demonstra de forma didática o conceito.

Nele a Estação Espacial Internacional está executando uma manobra de reposicionamento. De vez em quando ela aciona os propulsores e se move para uma órbita mais alta, compensando o decaimento natural.

Quando faz isso tudo que não está ligado fisicamente à estação fica para trás. É a mesma coisa quando você anda rápido com um como cheio de Coca-Cola e para subitamente. Só que no caso a Coca-Cola são os astronautas.

A Estação está acelerando gentilmente e deixando os astronautas para trás, acabando com a ilusão de que estão dentro de um objeto imóvel. Não que realmente se preocupem com essa ilusão, tendo aquela magnífica cúpula pra ficar espiando a Terra:

cupula

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários