Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Apple vendeu mais dispositivos iOS em 2011 do que Macs em 28 anos

Apple vendeu mais dispositivos iOS em 2011 do que Macs em 28 anos

20/02/2012 às 19:00

Existem dois motivos claros para esse número ter sido superado: valor e popularidade. É mais fácil você encontrar alguém que conheça um iPhone, iPod do que alguma que conheça um Macbook Air ou Pro. Sem falar que a quantidade de "piratas" que levam o nome de IPod (assim mesmo com o i maiúsculo), é imensa, ajudando, indiretamente na popularidade do original. Só para se ter uma idéia de quantos dispositivos iOS foram vendidos (dispositivos iOS: iPhone, iPod touch e iPad) foram 156 milhões só em 2011 e durante 28 anos de existência dos notebooks e desktops da Apple, foram vendidos 122 milhões. E o número de dispositivos iOS vendidos desde o lançamento do primeiro iPhone em 2007 são de 316 milhões de produtos.

Os dados foram analisados por Horace Dedi, analista da Asymco. Outros fatos interessantes que ele reportou: O iPad demorou cerca de 2 anos para ultrapassar a marca de 50 milhões de dispositivos vendidos, o iPod touch demorou cinco anos para chegar entre os 50 e 100 milhões (está mais para 70 milhões) e o iPhone demorou cinco anos para chegar a cerca de 170, 180 milhões de dispositivos vendidos. Já o Mac foram 28 anos para chegar aos 122 milhões. E o Apple II passou 17 anos para chegar a um número irrelevante.

Isso pode demonstrar outra coisa: portabilidade. As pessoas preferem comprar um iPad ou iPhone que faça quase tudo o que seu desktop faz, para reduzir o tempo em que ficam "sentados trabalhando". A diferença é que a pessoa está trabalhando em pé, no metrô, no carro e não percebe. Sinceramente, tem jogos, por exemplo, que foram feitos para desktop ou consoles, não me imagino jogando um Battlefield 3 em um iPad. Mas existem aplicativos que não importa qual seja o dispositivo, seu uso é parecido ou até melhor, se for feito em um tablet, por exemplo (suíte iWork, aplicativos de desenho, entre outros).

O futuro pode até ser mobile, mas eu duvido que ele seja totalmente mobile. Um iPhone, iPad, iPod touch nunca vai substituir um desktop ou notebook ou um console. Quem sabe, daqui pro futuro, o que Steve já planejou nesses "produtos que ele criou antes de falecer, mas que ninguém sabe o que é", se torne uma plataforma móvel, mas com mesmos recursos de processamento e gráfico de um desktop ou console.

E antes que me chamem de macfag, tenho um Android e gosto muito dele. Na verdade, até prefiro ele em algumas ocasiões do que o iPhone 4S.

Com informações do PhoneArena.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários