Meio Bit » Baú » Games » Schafer defende editoras, mas critica Xbox Live e PSN

Schafer defende editoras, mas critica Xbox Live e PSN

16/02/2012 às 13:10

dori_ib_14.02.12

Não há como negar, Tim Schafer é o cara do momento. Nos últimos dias seu nome tornou-se frequente nos sites e blogs relacionados a games, primeiro por causa do apoio oferecido por Markus Persson para a produção do Psychonauts 2 e depois pela Double Fine ter conseguido o financiamento do seu novo projeto usando o Kickstarter.

Tanto holofote fez com que as pessoas quisessem saber como o conceituado game designer enxerga a indústria atualmente e durante uma entrevista ele falou o que pensa sobre as editoras:

Bem, não estou tentando transformá-los em vilões. As editoras fazem seu trabalho da maneira que funciona para elas. Elas arriscam milhões de dólares, então precisam suavizar o risco – e algumas vezes isso significa remover ideias arriscadas dos jogos… Ele não são malvados, estão apenas tentando se proteger.

Schafer aproveitou ainda para falar sobre como a política adotada pelas fabricantes de consoles tem prejudicado os jogos independentes e revelou que custa 40 mil dólares para que um estúdio lance um patch de correção para um jogo, o que segundo ele é inaceitável e por isso sistemas abertos como o Steam, onde eles mesmo podem definir o valor de suas criações, tem se tornado a plataforma ideal de distribuição, além de seus próprios sites, como a Mojang fez com o Minecraft.

Tais comentários me fazem pensar se Sony e Microsoft tornarão suas lojas virtuais dos futuros consoles mais parecidas com o que temos no PC hoje, mas será que as desenvolvedoras independentes tem força para brigar com a politica adota por megacorporações e que pelo jeito só beneficia a elas? Vamos aguardar os próximos capítulos dessa “revolução indie”.

[via Eurogamer]

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários