Meio Bit » Baú » Games » Team Ninja fala sobre sexo, violência e crossover

Team Ninja fala sobre sexo, violência e crossover

16/02/2012 às 7:40

dori_doa5_15.02.12

Ao longo dos anos o Team Ninja marcou seu nome devido a violência e voluptuosas mulheres em seus jogos, algo que pode ser creditado a Tomonobu Itagaki, ex-chefe do estúdio. Apesar de contar com mais de 200 funcionários, muitos dos quais ainda de antes da mudança, era de se esperar que o estilo sofresse alguma alteração e com a chegada do Ninja Gaiden 3 e Dead or Alive 5 se aproximando, o novo responsável pela equipe, Yosuke Hayashi falou sobre o assunto, especificamente sobre o caso do título protagonizado por Ryu Hayabusa:

A equipe antiga era conhecida por fazer jogos que tinham dois elementos primários: Sexo e violência. Isso era bastante óbvio. A nova equipe quer levar isso para um novo nível – para uma direção que tenha experiências emocionais que possam comover os jogadores.

Ao invés de termos violência apenas por uma questão de violência e emoção barata, queremos dar um sentido à violência: Porque isso está acontecendo? Queremos associar a emoção à violência, queremos fazer um jogo para o público maduro, que faça os adultos pensarem.

Já em relação ao DoA, Hayashi afirmou que a série sempre esteve associada ao sexo, com as personagens ostentando seios fartos e roupas minúsculas, mas que no quinto capítulo eles se inspiraram nos trejeitos das mulheres reais e que a ideia é fazer com que os homens mais experiente olhem para elas e as vejam não apenas como símbolos sexuais, pois para ele, as pessoas agora querem algo mais substancial. O diretor do Team Ninja também não teve medo de declarar sua admiração pela franquia Virtua Fighter, que considera o pai dos jogos de luta em 3D e que se tivesse chance, adoraria fazer um jogo que misturasse os dois mundos.

Tudo muito interessante, mas será que os fãs do Ninja Gaiden e do Dead or Alive estão dispostos a encarar tantas mudanças?

[via Gamasutra e Edge]

relacionados


Comentários