Meio Bit » Baú » Games » David Jaffe e os jogos focados na narrativa

David Jaffe e os jogos focados na narrativa

15/02/2012 às 14:40

dori_god_15.02.12

Por diversas vezes defendi o quanto gosto de jogos com enredos elaborados e que tentam aproximar a experiência do cinema e há poucos dias comentei o quanto me desagradou um comentário feito por Masahiro Sakurai, diretor do Kid Icarus: Uprising, sobre como os games não são o lugar ideal para se contar uma boa história.

Então descubro que David Jaffe, um dos criadores da série Twisted Metal e God of War, possui uma opinião semelhante, veja só:

Meu discurso é na verdade um aviso sobre porque não deveríamos contar história em nossos games. Acho que isso é uma má ideia. Acho que é um desperdício de recursos, tempo e dinheiro e mais importante, acho que são apenas acrobacias que tem atrofiado a mídia dos videogames pelos últimos dez anos.

Tal declaração poderia ser suficiente para me fazer reclamar do game designer, porém, ele deu uma exemplo que me fez pensar mais sobre o assunto e perceber que talvez não seja tão ruim uma mudança na maneira como as histórias são contadas nos jogos. A proposta de Jaffe trata sobre o jogo ter uma linha guia e proporcionar que os próprios jogadores tenham experiências distintas com o desenrolar da aventura, fazendo com que nós mesmo sejamos a história, algo como o proposto pelo Skyrim.

Isso não significa no entanto que a partir de agora militarei a favor do fim das campanhas single player e dedicarei minha vida a me tornar o melhor jogador do mundo no multiplayer do Battlefield 3 ou Tetris, mas como ignorar experiências fantásticas vividas de maneira singular em jogos como o Left 4 Dead 2? De fato penso que os games deveriam nos oferecer narrativas mais interativas, onde o jogador seja capaz de mudar mais significativamente o desenrolar dos eventos, algo que alguns RPGs tem oferecido com maior frequência e que espero, possa ser levado a outros gêneros.

[via 1UP]

relacionados


Comentários