Meio Bit » Baú » Games » Double Fine descobre (e ensina) como financiar um projeto

Double Fine descobre (e ensina) como financiar um projeto

13/02/2012 às 9:30

dori_doub_13.02.12

Depois de sofrer para conseguir apoio para desenvolver alguns de seus projetos, a Double Fine resolveu recorrer aos fãs para tentar trazer à vida um novo jogo, um adventure, estilo que não tem tanta força quanto antigamente, mas que ainda conta com muitos fãs.

O método escolhido foi o Kickstarter, site que ajudou por exemplo o jogo brasileiro A Luz da Escuridão, mas que no caso da empresa de Tim Schafer tinha boas chances de dar errado, afinal, o objetivo era alcançar 400 mil dólares. Mas deu certo. Para falar a verdade, deu muito mais do que certo, surpreendendo até mesmo o pessoal do estúdio.

A meta foi atingida em cerca de 8 horas após o início da “vaquinha” e no momento em que escrevo esse texto, a colaboração já se aproxima da casa de 1 milhão e 700 mil dólares, sendo que ainda temos mais 29 dias até a arrecadação ser encerrada, o que de acordo com eles resultará em um melhor documentário sobre o desenvolvimento, proporcionará mais músicas e vozes, além de permitir que o jogo apareça em mais plataformas e seja traduzindo para outras línguas.

O interessante é que não há perdedores em inciativas como esta. Para o desenvolvedor é uma maneira de ter seu projeto financiado sem precisar dar satisfação a megacorporações, já para o jogador, além da sensação de que tal jogo foi criado com a sua colaboração, ainda há a garantia de que o dinheiro só será debitado caso o valor mínimo seja atingido e que receberá uma cópia e alguns extras, dependendo do valor “doado”.

Porém, o mais importante não será ver um título de grande porte sendo produzido graças a ajuda dos jogadores, mas a maneira como isso poderá mudar o desenvolvimento daqui para frente, principalmente para os estúdios de pequeno/médio porte. Schafer e sua equipe descobriram que seu portfólio pode ter um peso muito maior para os fãs do que para os engravatados de alguma editora que não estão dispostos a arriscar seus cargos e ao que tudo indica, a revolução já teve início.

Após perceberem o sucesso da Double Fine, Chris Avellone, da Obsidian Entertainment e conhecido por jogos como Fallout 2 e Planescape: Torment, correu para o fórum da sua empresa para perguntar aos usuários que jogos eles gostariam de financiar. Outro que também se interessou pelo crowdfunding foi David Jaffe, ex-Eat Sleep Play e que está criando um novo estúdio e é muito provável que mais inciativas assim surjam nos próximos dias.

Talvez o criador de clássicos como Grim Fandango e Full Throttle não tivesse ideia do que poderia estar criando, nem sua intenção fosse essa, mas o novo adventure da Double Fine pode ter dado início à algo que um dia será conhecido como a “Primavera Indie” e quem não deverá gostar muito são as empresas que antes não queriam colocar seu dinheiro em projetos cujo retorno financeiro era incerto.

relacionados


Comentários