Meio Bit » Baú » Mobile » Irã ameaça partir de Jihad pra cima da Samsung por causa de comercial israelense ofensivo

Irã ameaça partir de Jihad pra cima da Samsung por causa de comercial israelense ofensivo

07/02/2012 às 10:18

O comercial, de um canal de TV a cabo israelense mostra um grupo de personagens de uma sitcom indo para uma festa no Irã. Os atolados encontram outro israelense por lá, perguntam se ele é do MOSAD (que também é gíria pra hospício) e começam a mexer no tablet do sujeito, que fica assistindo programas de TV On Demand, para se distrair.

Um deles roda uma App indevida, a usina nuclear iraniana próxima explode. “Ops, outra misteriosa explosão no Irã”.

É engraçadinho? É, mas não passa disso. Um anúncio de canal de TV, divulgando seu serviço em tablets, vendendo uns Galaxy Tabs no pacote, se aproveitando de uma situação geopolítica atual.

CLARO, Arsalan Fat'hipour, um deputado iraniano não gostou nada, e disse que a Samsung vai se arrepender do tal comercial. Ameaçou boicotar a empresa no país e se disse ofendido pela representação do Irã como uma sociedade primitiva no filme.

Tão primitiva que é incapaz de perceber que a Samsung não tem nada a ver com o caso, diga-se de passagem. De qualquer forma a Samsung já condenou o filme, disse que não foi consultada, e que o Hot, o tal canal é chato feio e bobo.

Fica a dica pro Irã: Identifique os verdadeiros culpados, antes de sair apontando dedos em mimimis diplomáticos. Ou –melhor ainda- aprenda a rir de si mesmo.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários