Meio Bit » Baú » Games » Como os games poderão ser um dia

Como os games poderão ser um dia

06/02/2012 às 15:15

A próxima geração trará gráficos tão perfeitos como a das atuais animações feitas no computador.” Tal afirmação já se tornou um mantra na indústria de jogos e de tempos em tempos ela volta a ser repetida por jogadores ou funcionários de empresas e por mais que a evolução de uma geração para a outra seja gritante, sempre ficamos coma sensação de que aquilo que vemos na tela não passa de bonecos.

Talvez ainda não será com a chegada dos próximos consoles que veremos a distância entre o real e o virtual se tornar quase imperceptível, mas o vídeo abaixo dá uma bela mostra do que estaria por vir. Nele podemos ver um exemplo do que o pesquisador espanhol Jorge Jimenez conseguiu ao recriar a pele humana e como o próprio vídeo afirma, “É a nossa imperfeição que nos torna tão perfeitos.

Acho que ainda há muito trabalho a ser feito,” escreveu o artista em seu blog. “Provavelmente o mais importante será renderizar pelos faciais realistas. É meu sonho que minhas pesquisas com pele ajudem a melhorar a renderização de humanos nos jogo; Eu realmente acredito que personagens mais realistas inevitavelmente nos levarão a narrativas mais profundas e jogos guiados pela emoção.

Pode ser que no meio de um tiroteio as imperfeições da pele do personagem nem façam muita diferença, mas dê uma olhada no vídeo abaixo em alta definição ou teste a demo e pense o quão difícil poderia ser matar um “boneco” como este em um jogo carregado de carga dramática.

Ps.: Será que mais alguém ficou com a sensação de que teria um ataque cardíaco caso o personagem abrisse os olhos durante o vídeo?

[via Rock, Paper, Shotgun]

relacionados


Comentários