Meio Bit » Baú » Games » Legislador americano propõe taxa de 1% para jogos violentos

Legislador americano propõe taxa de 1% para jogos violentos

06/02/2012 às 11:40

dori_post_06.02.12

Todos nós estamos acostumados a ver algum político combatendo os jogos violento, mas o americano William Fourkiller (sobrenome sugestivo, não?) decidiu propor uma maneira no mínimo curiosa de fazer com que algumas pessoas sejam beneficiadas com a venda desses títulos.

A ideia é que todos os jogos com classificação Teen, Mature e Adult Only recebam um imposto de 1% e que metade do valor arrecadado vá para o Childhood Outdoor Education Revolving Fund, com o intuito de promover programas de incentivo a exercícios para crianças que estejam na escola e que combatam a obesidade infantil. O restante do dinheiro seria doado a outro fundo, este voltado a reduzir o bullying.

Esta não é a primeira vez que a ideia é proposta, com algo semelhante tendo sido negado em 2008 e o curioso é que se aprovada, a lei que entraria em vigor a partir de 1º de julho deste ano enquadraria jogos como o Dance Central 2, Zumba Fitness 2 e Final Fantasy 13-2, games que nem de longe são conhecidos por serem violentos.

A pergunta que faço é porque a mesma taxa não poderia ser cobrada também nas músicas, filmes ou livros apontados como violentos e como era de se esperar, a recepção por parte dos jogadores e da indústria foi a pior possível, algo que provavelmente teria acontecido em menor escala caso ele tivesse proposto tal arrecadação para todos os tipos de jogo, que também me deixa na dúvida se a maior parte do problema não está apenas na demonização dos jogos violentos.

[via Eurogamer]

relacionados


Comentários