Meio Bit » Arquivos » Indústria » Bola da Vez do Descontão de Quem Não É iPad: Sony Tablet

Bola da Vez do Descontão de Quem Não É iPad: Sony Tablet

02/01/2012 às 9:00

sonytablet

O tempo passa, o tempo voa e os fabricantes não aprendem. Em suas intermináveis reuniões dissecam o iPad como um produto convencional, desconsideram toda a história da Apple, a percepção que o público tem da empresa e seus produtos e acham que o consumidor comum é um geek preocupado com features, especificações e gráficos de performance.

Aí projetam um hardware tecnicamente superior ao da Apple, dão 6 meses para sair um protótipo e o pessoal do software que se dane para deixar tudo funcionando. Não conseguem, a usabilidade é comprometida mas tudo bem, a gente conserta depois que nosso SdruvsPad 3000 estiver vendendo milhões de unidades.

Não vende, tentam descontos, promoções e acabam tirando de linha, culpando as Forças Ocultas do Jânio, pois do ponto de vista do marketing era pra te dado certo.

A Sony está na Fase 2, depois de ter anunciado seu (lindo) Tablet S, no finalzinho de Agosto. Preços? De Apple, claro. US$499,00 pelo modelo de 16GB e US$599,00 pelo de 32GB.

Como a coisa não estava indo bem, a Sony anunciou um desconto temporário de US$50,00, mas pelo vistou não ornou. Agora avisaram que o desconto passa a ser permanente, com o tablet de 16GB saindo por US$400,00 e o de 32GB por US$500,00.

O que pode acontecer é o Tablet S canibalizar mercado entre os tablets Android midrange, agora que saiu da faixa de preço dos top. Se a Sony decidir se manter nessa faixa, pode ter um produto vencedor, mas também pode estar apenas tentando desencalhar o estoque.

A margem de lucro dos tablets highend costuma ser apertada, cortar US$100,00 Talvez torne o produto inviável. O iPad 16GB WIFI de US$499,00 por exemplo custa em termos de componentes e montagem US$270,00.

Tirando US$100,00 restam US$129,00 para dividir entre lucro, custos de marketing, logística, garantia, perdas, roubos, etc, etc e etc. É uma margem aceitável? Sinceramente não sei. Como fã da marca espero que quebrem o ciclo, mas é complicado reposicionar um produto mal-pensado desde o início.

Fonte: EG

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários