Meio Bit » Baú » Games » Criador de Scribblenauts diz que executivos da indústria não conhecem os games

Criador de Scribblenauts diz que executivos da indústria não conhecem os games

29/11/2011 às 13:09

dori_home_29.11

A discussão sobre a falta de criatividade na indústria de games ainda deverá durar um bom tempo (se é que ela um dia deixará de existir) e apesar de parecer óbvio que uma empresa não entraria neste ramo se não fosse para ganhar dinheiro, de acordo com Jeremiah Slaczka, presidente da 5th Cell, o problema pode estar na intromissão de executivos que não conhecem os games.

Me incomoda o fato de que muitas pessoas do lado executivo e que tomam decisões nas editoras na verdade não jogam videogame, ou nunca desenvolveram um jogo. Normalmente isso não é um grande problema, mas muitas vezes essas pessoas começam a lhe dizer a como fazer um jogo.

Slaczka comentou também sobre o modelo de vendas, afirmando que cobrar US$ 60 por um lançamento permite que apenas os grandes títulos tenham lucro e citou o caso do FPS Homefront como exemplo. Para ele, mesmo o jogo sendo bom, os consumidores preferiram pagar o mesmo preço por um Call of Duty e o ideal seria que tivéssemos outras opções, como pagar uma pequena quantia por uma locação do game através dos nossos consoles ou optar pela campanha principal pagando US$ 30 e caso desejássemos, mais US$ 30 pelo multiplayer.

Quanto aos chefões dando pitacos nas criações, acho que isso nunca deixará de existir e acontece em diversos ramos, já sobre o preço cobrados pelos jogos, talvez a indústria esteja esperando o término desta geração para adotar outros modelos, porém, ainda acredito que quem dita as regras são os consumidores e cedo ou tarde eles perceberão que tem muito jogo por aí que vale a pena ser comprado, desde que por um preço menor e as promoções de serviços como o Steam estão aí para comprovar.

[via VG247]

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários