Meio Bit » Baú » Games » Levine diz porque BioShock Infinite abandonará Rapture

Levine diz porque BioShock Infinite abandonará Rapture

15/11/2011 às 13:05

dori_bio_14.11

Nesta geração poucas coisas me deixaram mais impressionado do que a primeira vez que joguei o BioShock e comecei a explorar a cidade de Rapture. A cidade submersa que a equipe de Ken Levine criou é algo incrível, desde a atenção aos detalhes até a direção artística impecável e quando soube que o Infinite, próximo capítulo da franquia não se passaria nela, confesso ter ficado um pouco decepcionado.

Contudo, de acordo com o game designer, deixar o lugar era necessário porque a Irrational Games já havia contado tudo o que havia para ser dito sobre a cidade e que embora eles quisessem manter os princípios fundamentais do primeiro jogo, mudanças precisavam ser feitas e uma delas seria situar a aventura em outro período da história.

Para Levine, a virada do século retrasado foi uma época interessante, já que se olharmos para a arte de ficção-científica divulgado naquele período, era comum vermos cidades no céu, algo que os inspirou e serviu como ponto de partida para criarem Columbia.

Apesar de achar que sentirei falta de Rapture, confio na capacidade dos caras e acredito que eles conseguirão entregar outra ambientação fantástica. Além disso, não estou muito triste porque ainda preciso jogar o BioShock 2 e só espero que o pessoal da 2K Marin tenha mantido a atmosfera espetacular da cidade onde não existem deuses ou reis, apenas homens (e monstros).

[via VG247]

relacionados


Comentários