Meio Bit » Baú » Games » Bastion - Análise

Bastion - Análise

17/11/2011 às 10:34

igor_bast_15.11

Há alguns meses, Bastion foi lançado com uma proposta um pouco diferente. Temos um RPG de ação com um sistema de narrativa dinâmica, ou seja, de acordo com as ações do jogador, a narrativa se desenrola. A pergunta é: Houve realmente inovação ou apenas mais do mesmo com alguma novidade irrelevante?

Comecemos pelo diferencial, no caso, a narrativa. Tomamos controle do personagem chamado apenas de "The Kid". O jogo deixa de lado as cutscenes intermináveis, e investe em uma narrativa por demanda. A cada passo que você dá, em determinados momentos o narrador lhe repassa alguma informação descritiva, seja do conjunto de armas que você acabou de alterar, seja a respeito do novo inimigo que acabou de aparecer. Não encarei essa inovação como algo relevante, apesar da crítica especializada ter dado boas notas devido a essa característica.

Notavelmente, a história existe mais para dar motivação ao gameplay do que propriamente para contar algo épico. Por isso que não vi vantagem em investir em uma nova forma de narrar uma história que não tem grandes pretensões.

O contrário não pode ser dito do gameplay, que é empolgante e bem consistente no que se propõe. Oferecendo um bom leque de armas de curto e longo alcance, assim como vários upgrades das mesmas e cenários dos mais variados com inimigos com uma boa dificuldade. Todo esse conjunto, proporciona diversão garantida durante suas prováveis 15 horas. Outro fator interessante é que o jogo oferece o, já conhecido, New Game+, que garante mais pontos para o fator replay.

igor_bast_15.11-2 Falando da parte boa, não podemos esquecer do que mais me agradou em Bastion, os gráficos. É impossível olhar para o jogo e não perceber o cuidado que o pessoal da Supergiant Games teve com a parte gráfica. Tudo parece ser divinamente pintado a mão nos mínimos detalhes, e isso soma-se à trilha sonora, que se encaixa perfeitamente com as pinturas em movimento, fazendo o casamento perfeito.

Jogar Bastion é preciso e perfeitamente aconselhável, mas não digo que seja por conta da sua inovadora forma de contar uma história, mas sim por todo o resto. Para os saudosistas da era dos bons jogos 2D, Bastion vem para preencher essa lacuna desse estilo que anda com um certo déficit nesses últimos anos. E o que você está esperando? Vai lá no Steam ou na Xbox Live adquirir logo a sua cópia.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários