Meio Bit » Arquivos » Indústria » Inovar pra quê? SMS é a maior fonte de renda para as teles

Inovar pra quê? SMS é a maior fonte de renda para as teles

04/11/2011 às 14:33

linotipo Essa é uma daquelas certezas íntimas que a gente tem mas não quer ver comprovada, como a inexistência de Hogwarts e o fato de que a Luciana Vendramini nunca irá retornar meus emails, depois do incidente com o avestruz, mas o fato é que poucas coisas são mais conservadoras que operadoras de telefonia.

A elas não interessa inovar, novidade para operadoras são novos e fantásticos planos onde você paga mais pelos serviços de sempre. Quanto mais simples menor o custo (interno) envolvido e mais fácil de vender para parceiros.

Convenhamos, em tempos de nuvem cobrar por blocos individuais de 160 caracteres é no mínimo ridículo. Se oferecem ligações ilimitadas entre aparelhos da mesma operadora, qual a lógica de cobrar uma fração razoável de Real por uma cuspida de dados que não comporta nem um “alô” compactado?

A resposta é que as pessoas pagam, e muito, o consumidor médio não entende o absurdo das tarifas. O resultado podemos ver em uma pesquisa da firma inglesa Portio Research.

Eles apuraram que as operadoras de celular no Mundo faturaram em mensagens móveis US$179,2 bilhões em 2010, Só SMS faturou US$114,6 bilhões, é a rubrica mais rentável do portfólio de serviços, agora que o uso de voz está caindo. MMS, que ninguém usa faturou meros US$32.5 bilhões no mesmo período.

Até hoje desde sua invenção na década de 1990 o SMS acumulou receita de US$585 bilhões.

Agora… a pergunta: Estão erradas? Se você vende bolo de fubá tem uns 50 anos e tudo que consegue fabricar é comprado, qual o sentido de tirar de linha o bolo? Mesmo com o crescimento projetado de email e outros serviços, mesmo com projeções de crescimento mais lento, estima-se que até 2018 SMS renda US$1 TRILHÃO para as operadoras.

A culpa é de quem vende ou de quem usa?

Fonte: Textually

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários