Meio Bit » Baú » Fotografia » Light Painting - brincando com a luz

Light Painting - brincando com a luz

12/10/2011 às 13:21

Uma boa forma de se divertir neste feriadão é chamar os amigos para brincar com o Light Painting. Acho que todo mundo já sabe como fazer a brincadeira, mas vamos falar um pouco da técnica. Como o próprio nome já diz, aqui nós vamos pintar com a luz, como se ela fosse um pincel. Podemos utilizar quase toda fonte de luz para fazer a brincadeira: lanternas, flash, leds ou velas. Você precisa de uma câmera que possua modo manual completo (uma reflex seria a mais indicada), um tripé bem firme e criatividade.

A prática deve ser executada em um local com pouca luz (local fechado sem janelas ou a noite) para que não atrapalhe na construção da cena. A câmera deve ser colocada no tripé e determinado o enquadramento e o foco. Como não existirá luz neste momento o foco deve ser colocado também no modo manual. Basicamente estamos falando de uma longa exposição que pode durar, na maioria das câmeras reflex, até 30 segundos. As que possuem o modo B podem ficar com o obturador aberto por tempo indeterminado enquanto o botão disparador ficar acionado. Existem controles remotos que permitem travar o modo B sem a necessidade de ficar junto à câmera.

O pulo do gato aqui é que o diafragma não pode ficar muito aberto. Quanto mais aberto o diafragma menor será nossa profundidade de campo, perdendo nitidez fora do plano focal da foto. Então devemos utilizar uma abertura fechada. No caso das fotos abaixo foi utilizado o f/11. Depois de tudo montado é só exercitar a criatividade. Podemos desenhar, fazer múltiplas exposições ou simplesmente inventar qualquer coisa. Só lembrando que se tivermos uma pessoa na cena ela deve ficar sem se mexer pelo tempo que durar a longa exposição. Também é interessante que a pessoa que vá fazer o desenho esteja vestindo roupas de cores escuras, para não ter o perigo de refletir alguma luz e aparecer na foto.

Mas, não é apenas uma brincadeira. É ótimo para se divertir em grupo em uma tarde chuvosa ou fim de semana, mas o Light Painting é utilizado de maneira profissional em fotografia publicitária. Muitos dos efeitos que vemos em fotos de revista ou na internet são conseguidos com está técnica. Photoshop é para os fracos, quem sabe consegue fazer na hora da foto.

E já que falamos em publicidade e propaganda, existe outra técnica de iluminação utilizada em estúdio que privilegia objetos muito grandes e que devem ser fotografados na diagonal, por exemplo. Estamos falando do multi-flash. No nosso caso foi levada para o estúdio uma motocicleta. O objeto está na diagonal e a necessidade neste caso é que ele todo fique nítido. Terá que ser utilizada uma abertura de diafragma bem fechada, tipo f/32. Neste caso também vamos fazer uma longa exposição, mas necessitamos da utilização do fotômetro de mão. Colocando o aparelho em modo multi indicamos o ISO (neste caso foi 100) e a abertura do diafragma. Fazemos o disparo do flash e o aparelho nos indica quantas vezes o flash tem que ser disparado para conseguir a iluminação correta. Foi utilizado nas fotos cinco disparos. Vejam abaixo uma foto com a modelo parada enquanto os flash são disparados e depois com ela se movendo. A moto que está imóvel fica nítida, mas em cada disparo conseguimos uma foto diferente da modelo.

Todas as fotos foram feitas durante o curso de Fotografia Noturna oferecido pelo meu amigo Paulo Miguel pela Oficina Cultural de Presidente Prudente. A autora das fotos é a minha aluna e amiga Claudia Miyuki Koga Sugui.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários