Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Sobre pirataria, artigos apagados e o futuro

Sobre pirataria, artigos apagados e o futuro

21/10/2006 às 4:34

O teólogo francês Pierre Nicole [ 1625 - 1695 ] disse uma célebre frase: " A maior parte dos erros dos homens provém mais do fato deles raciocinarem a partir de falsos princípios, que raciocinarem mal de acordo com os seus próprios princípios."

E nós, do MeioBit, cometemos três graves erros. Por isso, estou aqui para me desculpar com vocês, nossa prezada audiência.

Nosso primeiro erro, foi ter aceito o artigo de um leitor, sobre o tema do momento: Pirataria. Não que o texto fosse ruim, mas lá no meio havia algo do tipo "sou pirata e não me arrependo". E isso é inaceitável. Inaceitável porque é apologia ao crime e, claro, eticamente condenável.

Podem nos chamar de "carolas", "certinhos", "Caxias" e por aí vai. Mas temos uma posição política, ética, moral e editorial: não promovemos o crime. Não encorajamos nem defendemos o crime, não importa qual seja a desculpa.

Piratear é tão errado quanto roubar uma maçã na feira, um "cd player" de um carro ou o cofre de um banco. Se você discorda, por favor, procure outro site¹.

Nosso segundo erro, foi ter apagado o artigo, sem comunicar previamente ao autor e a vocês. Devíamos ter feito. Poderíamos ter feito. Mas não fizemos.

Os motivos são vários e eu poderia citá-los todos, mas de nada adiantaria. Portanto, nos resignamos a aceitar o fato.

Raramente isso aconteceu. Raríssimamente. Ao contrário do que imaginam alguns, não somos censores severos, ávidos por apagar artigos ou comentários contrários às nossas convicções. Somos até liberais demais. Permitimos comentários que nenhuma publicação ousaria. E tudo isso, não se enganem, por respeito à opinião de vocês.

No entanto, quando essa opinião fere princípios sociais, legais e éticos, não temos outra alternativa, a não ser a exclusão sumária.

Nosso terceiro erro e, talvez, o mais grave, foi ter demorado a escrever esse editorial. Vocês, leitores, mereciam ser esclarecidos sobre isso antes. Muito antes. Mais uma vez, peço desculpas.

Por tudo isso e na intenção de evitar transtornos futuros, tomamos algumas decisões graves mas que, de outra forma, deixariam o site virar uma completa anarquia. São elas:

1) Somente usuários registrados poderão comentar. Infelizmente, uma pequena minoria de covardes, protegida pelo anonimato, estava transformando nosso espaço democrático num verdadeiro pandemônio. Isso acabou. Vamos gravar os emails, as rotas e os IPs. Legalmente somos responsáveis por todo o conteúdo exibido no site, inclusive comentários. Vamos valorizar o usuário que está de fato disposto a acrescentar algo à discussão.

2) As notícias e/ou artigos enviados só serão publicados depois de editados. Sentimos muito, mas, como já escrevi, a lei nos torna responsáveis pelo que publicarmos e só o faremos depois de uma boa análise e, possivelmente, edição;

3) Comentários chulos, "flames", contendo palavras de baixo calão, anti-éticos, racistas e afins serão sumariamente deletados e seus autores terão as contas apagadas.

Eu poderia dizer agora o quanto nos dedicamos a este site, que nada nos rende. Quantas horas perdemos, diariamente, para levar a vocês nossas modestas opiniões a respeito de assuntos que julgamos interessantes a todos. Mas não o farei por um simples motivo: fazemos por prazer. Porque aproveitamos cada momento, seja escrevendo artigos, pesquisando ou resolvendo problemas nos servidores. E temos orgulho de, ao menos, dar nossas opiniões de maneira isenta e ética.

Na verdade, só posso agradecer a todos, por nos prestigiarem, elogiarem, criticarem e nos acompanharem nesta caminhada. Tudo que estamos fazendo, é no intuito de melhorar. Para nós e para vocês.

Muito obrigado.

¹ Parece que é preciso esclarecer essa frase. Ela é dirigida aos trolls que transformaram a discussão em um pulgueiro. Quando faltaram-lhe argumentos, qual a primeira atitude? Agir com vândalos. Se atacar o blog, o autor, a integridade moral e ética faz parte da conversa, a frase torna-se auto-explicativa.

relacionados


Comentários