Meio Bit » Arquivos » Fotografia » As 14 câmeras mais influentes de todos os tempos - Segundo a Adorama

As 14 câmeras mais influentes de todos os tempos - Segundo a Adorama

16/09/2011 às 16:33

Todo mundo adora fazer uma lista sobre coisas mais importantes. Até eu já fiz algumas em meu blog de pensamentos. É bacana, pois necessita de pesquisa, conhecimento e acaba gerando grandes discussões. Cada leitor vai ter sua opinião e outros fatos e possíveis participantes para a lista que foi escrita. O site da Adorama resolveu fazer uma destas listas, mas ao contrário de outros sites de fotografia onde os destaques são para fotógrafos, eles resolveram elencar os equipamentos fotográficos que foram mais influentes.

Os critérios são objetivos e também subjetivos. Os equipamentos foram escolhidos por terem sido inovadores e serem fonte de influência para o que foi produzido depois deles. Para quem ama a fotografia a lista é deliciosa, pois mostra equipamentos que realmente fizeram história e alguns que foram novidade para mim. Por exemplo, não tinha a mínima idéia de como tinha sido a primeira Sony Mavica que, além de gravar em disquetes, era uma mídia especial feita para a câmera. Tem muita câmera lá da época do filme, mas vamos dar aqui uma atenção especial aos equipamentos da Era Digital, pois aposto que a maioria dos leitores aqui do Meio Bit passou a se interessar por fotografia quando tivemos a facilidade dos pixels a nossa disposição.

Na lista encontramos a Kodak DSC 1000 (1991) que foi a primeira reflex digital oferecida para venda. A câmera, que era basicamente uma Nikon F3 acoplada a um sensor Kodak com espantosos 1,4 megapixels de resolução máxima, tinha que ser operada juntamente a uma pesada unidade de controle (tudo era transportado dentro de uma mala) e o preço de lançamento foi de US$ 30.000,00. Logo depois, encontramos a Kodak DC210 (1998) que foi, simplesmente, a primeira câmera digital compacta a ser vendida por menos de US$ 1.000,00. A câmera trabalhava apenas com ISO 140, tinha 1 megapixel de resolução máxima, utilizava cartão Compact Flash e visor LCD de 1,8 polegadas (que era utilizado apenas para visualização das fotos depois de feitas). Pode parecer um trambolho, mas foi essa gracinha que começou a mostrar a viabilidade das câmeras digitais domésticas.

As próximas duas câmeras são realmente fantásticas. A primeira é a Nikon D100 (2002) que mostrou aos fabricantes de câmeras que o consumidor estava disposto a comprar câmeras reflex digitais desde que com qualidade e preço justo. A câmera era resistente, confiável e estava equipada com sensor CCD de 6 megapixels e visor LCD de 1,8 polegadas. O preço de lançamento foi de US$ 1.600,00. O fato de a câmera poder utilizar todas as lentes da linha Nikon foi um bom impulso para manter o equipamento como o mais popular entre fotógrafos durante 3 anos (no último curso que ministrei eu vi uma dessas funcionando). E chegamos finalmente a primeira representante da linha Rebel da Canon. A EOS Rebel 300D chegou para mudar o mundo, pois foi a primeira câmera reflex digital que chegava ao mercado já com uma lente e custando menos de US$ 1.000,00. O ano era 2003 e de lá para cá muita coisa mudou.

Muito interessante a lista e claro que muita coisa ficou de fora, mas vale pelas curiosidades e por nos lembrar de como tudo evoluiu muito rápido dentro do campo da fotografia digital. Eu recomendo a leitura do texto completo.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários