Meio Bit » Baú » Software » Torvalds critica Mac Mini

Torvalds critica Mac Mini

11/10/2006 às 17:38

Linus Torvalds, o criador do kernel Linux e principal coordenador do desenvolvimento do software trabalha, desde Março de 2005, com máquinas Apple. Na época a empresa da maçã doou à pedido da IBM duas máquinas G5 para o papai do pingüim. O objetivo era mostrar ao mundo que o gerenciamento do desenvolvimento de uma das mais importantes variações livres do UNIX era feito sobre a plataforma PowerPC da Big Blue.

Hoje a Apple mudou dos PPC para Intel x86 e, por conta de seu sistema MacOS, interessa-se pelo BSD mas nem dá bola para o Linux. Mas ainda assim o papa do Linux continua usando seus Macs G5 para desempenhar suas funções. Sabendo que Torvalds adquiriu um Mac Mini Intel o site ZDNet da Austrália fez uma entrevista para saber o que ele achou da nova máquina. Torvalds afirmou que gosta muito da estética do Mini mas que possui reservas com o hardware atual da Apple, e que por isso o Mini é apenas um brinquedo e não é usado por ele para trabalhar.

“Eu gosto do desenho, e seu tamanho é ideal para minha esposa e minha filha, mas infelizmente a Apple errou no firmware de várias formas estúpidas”, disse Trovalds, e continuou “Não estou interessado em usá-lo já que seu processador é o velho Yonah (Intel Core) em lugar do novo (e melhor) Merom (Intel Core 2). Então é como um brinquedo com o qual eu mexo de vez em quando. A Apple tem máquinas com o Core 2, mas todas elas possuem melhores equivalentes no mundo PC, máqiunas sem a dor de cabeça Apple, então não estou interessado nelas."

Ele continua as críticas dizendo que a Apple criou muitos problemas ao desenhar suas máquinas de forma tão diferente dos outros PCs do mercado. As modificações tornaram muito difícil rodar softwares comuns, inclusive os de código livre e aberto, como o X-Windows e o gerenciador de boot GRUB. Mesmo usando o software Boot Camp muitos problemas precisam ser contornados para rodar software x86 ainda que os novos Macs não sejam nada mais que máquinas x86.

Ainda segundo o programador a decisão da Apple de usar a EFI (Extensive Firmware Interface), a substituta da Intel para a tradicional BIOS, é particularmente problemática. “Eles consertaram alguns problemas com o upgrade de firmware, mas [o EFI] ainda apresenta muitos bugs estúpidos e muito chatos então, francamente, eu preferiria apenas comprar um PC normal em um gabinete compacto e bonito [em lugar de um Mac x86]”, disse Torvalds.

Entretanto Linus vai continuar mesmo a desempenhar suas responsabilidades nos “antigos” G5 dual que recebeu de presente da empresa há quase dois anos, máquinas que considera muito boas para a função.

Via ZDNet Austrália

relacionados


Comentários