Meio Bit » Baú » Indústria » Microsoft empolga com apresentação do Windows 8 para desenvolvedores

Microsoft empolga com apresentação do Windows 8 para desenvolvedores

13/09/2011 às 17:52

win8-1

Hoje a Microsoft abriu a BUILD com o keynote de introdução (epa!) do Windows 8, que foi muito mais bem-recebido que o 7, pois não havia aquele gosto ruim de Vista na boca.

A aposta mais ousada (mas a mais lógica) foi o Metro, a interface usada no Windows Phone. Literalmente por décadas o usuário vem sendo acostumado a usar ícones, mouses, menus e janelas. O próprio fluxo de trabalho do Metro é diferente,

Então, qual o sentido de mudar? Faz sentido usar num desktop uma interface pensada para telefones?

Yeah, riiiight, pensada para telefones. Tá bom:

peoplescreen_web

O Metro foi pensado para telefones, desktops E tablets. O WIndows 8 unificará a experiência de uso E as características de personalização dos usuários, o celular reflete o tablet e o desktop, de forma bem mais integrada que iCloud ou Dropbox conseguem.

O ganho, claro, não foi só estético. Embora compatível com tudo que roda no Windows 7, a abordagem de desenvolvimento do Windows 8 é completamente diferente.

wp8-2

As aplicações Metro podem ser escritas em diversas linguagens, mas a Interface é XAML /HTML. As APIs do Windows estarão expostas para uso, assim uma aplicação Javascript não será necessariamente lobotomizada em relação a uma em C++.

Outro recurso introduzido é a comunicação entre aplicações. Não o bom e velho OLE, e sim algo bem mais sutil. Uma aplicação pode contribuir com “charms” para o sistema, assim um programa de redes sociais, se programado para tal expõe a funcionalidade “enviar para Twitter” e todos os programas podem utilizá-la, através de uma sidebar geral.

Foi demonstrada a criação de uma aplicação que abria uma imagem, local ou em um álbum remoto, criava uma área de escrita via caneta, gerava uma imagem final e enviava para o Facebook.. Essa aplicação tinha um total de 52 linhas de programação. Modificando UMA dessas linhas a aplicação foi portada para Windows Phone.

Hardware

Antigamente o #mimimi era que toda versão nova de Windows comia mais recursos, mas o olho no mercado de portáteis gerou o agradável efeito colateral de uma otimização de código profunda.

wp8-3

O Windows 7 quando lançado consumia em sua configuração mínima 540MB de RAM executando 34 processos. Quando do SP1 o valor baixo para 404MB e 32 processos. Ainda em sua fase preview o Windows 8 consome 281MB de RAM em 29 processos. Foi demonstrado inclusive rodando em um netbook de 1GB de três anos atrás.

Teoricamente poderia até rodar em um iPad 2, com 512MB de RAM, mas a proposta dos tablets Windows é trabalhar em outro nível.

Foram apresentados vários equipamentos rodando o Windows 8, em todos o boot era estupidamente rápido. E não, não era boot de telinha de apresentação, era boot de carga de interface e utilização de programas. Em um dos PCs high-end demonstrados o monitor quase não conseguiu ligar tão rápido quanto o PC.

Na tela de login algo que será uma maravilha de segurança e um PESADELO para técnicos de suporte: Login visual. Ao invés de digitar uma senha, você toca em dois pontos em uma imagem e faz um gesto, por exemplo. Claro, se a imagem for da Christina Hendricks os primeiros 2/3 da senha são fáceis de adivinhar.

O Windows 8 rodará em plataformas x86, 64 bits e… ARM. Isso abre toda uma cornucópia de opções para fabricantes de tablets, por isso grande ênfase foi colocada na parte de gerenciamento de energia. O Win8 traz inclusive algo inédito em sistemas operacionais desktop: Aplicações suspensas. Significa que elas alocam memória mas não consomem nada de CPU. Algo parecido com o que o iOS faz e o Windows Mobile e o Android deveriam fazer.

Juntando 1% daqui, 2% dali e acabamos com um monte de aplicações usando recursos inutilmente. No momento estou ouvindo música, digitando este texto e mais nada, mas o Chrome tem 26 processos abertos. Seria bom poder definir explicitamente que só o Gmail deveria continuar rodando.

win8-4

Entre recursos novos temos o tão esperado dicionário e corretor ortográfico embutido no sistema, e usável em qualquer aplicação, e talvez a coisa mais útil já instalada em qualquer Windows: Uma opção para reinstalar o sistema operacional sem perder seus dados ou arquivos.

Essa opção irá remover as aplicações instaladas pelo método tradicional mas reinstalar as baixadas via Windows Store.Viram? A Microsoft também sabe que uma reinstalação de vez em quando faz bem.

Foi apresentado um hardware de desenvolvimento, um tablet-pc da Samsung:

win8-5

Vejam as características do bicho:

tabletpc1

Melhor de tudo: Os 5000 desenvolvedores na conferência ganharam de presente um tablet desses.

Lembre-se, isso é hardware de referência, apenas para desenvolvimento, ainda está longe de ser um produto acabado, imagine quando ficar pronto.

O Windows 8 tem uma característica BEM interessante: O hardware permitindo, ele funciona com toque E caneta ao mesmo tempo. As possibilidades artísticas são imensas, mesmo se não tivesse reconhecimento de escrita já seria um avanço.

Todos os atalhos de teclado funcionam e a interface tradicional do Windows está a um clique de distância. Desenvolvedores também não serão obrigados a utilizar o Metro para disponibilizar seus programas na loja do Windows.

A idéia do Windows 8 é manter uma experiência unificada entre várias telas. O Metro foi pensado para não espremer o conteúdo, mas para ampliar sua complexidade SE houver área de tela disponível, assim um monitor Widescreen mostra uma barra de aplicações enquanto um monitor 4;3 mostra apenas o programa principal.

win8-6

A Microsoft está apostando alto, desenvolveram um sistema operacional para um mercado que não existe, os super-tablets. Não perderam tempo portando WIndows Phone para tablets, não queriam virar mais um iPad Killer no cemitério. Projetaram para o futuro, oferecendo algo que nenhum tablet hoje oferece: Uma experiência de desktop completa SEM a muvuca que é um desktop normal.

EU não gosto da idéia de um SO desktop em um tablet, mas se a Microsoft conseguir o melhor de dois mundos, o poder do desktop com a simplicidade do tablet, mudarei de opinião alegremente.

Por enquanto o Windows 8 ainda está disponível somente para alguns poucos privilegiados, mas na noite de hoje leitores do MeioBit poderão baixar sua cópia, sem chave de ativação, legal e joinha, direto do Windows Dev Center, incluindo ferramentas de desenvolvimento.

No total apresentaram 17 aplicações de demonstração no Windows 8, nada mal, levando-se em conta que quando de seu lançamento o Honeycomb só tinha 12 aplicações disponíveis, mas bom mesmo foi descobrir que essas aplicações foram criadas por 17 grupos de 2 ou 3 desenvolvedores, num período de 10 semanas, onde tiveram que aprender a programar para Windows 8 / Metro, lidar com as ferramentas de desenvolvimento ainda em desenvolvimento e até mesmo se adequar a mudanças nas APIs.

Esses desenvolvedores eram compostos de um grupo de estagiários. Daí imagine quando programadores experientes começarem a brincar com XAML, Javascript e Metro.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários