Meio Bit » Baú » Fotografia » Nikon Mirrorless - a novela chega ao fim?

Nikon Mirrorless - a novela chega ao fim?

11/09/2011 às 14:44

Desde 2009 que temos estes rumores correndo pela internet. A Nikon, uma das grandes empresas fabricantes de câmeras fotográficas do mundo, estaria desenvolvendo uma câmera com lentes intercambiáveis sem espelho. A história não é tão absurda assim, visto que a empresa vem perdendo mercado para outros fabricantes que apostaram no novo formato. Mas, essa semana a história ganhou características de uma novela mexicana. Na Sexta-Feira (09/09) o Nikon Rumors, seguindo uma nota da Reuters, publicou os possíveis preços das primeiras câmeras mirrorless da Nikon. Todo mundo ficou animado, visto que está poderia ser uma informação oficial sobre as novas câmeras. Também acabei acreditando, pois o site tende a sempre acertar em suas previsões. Porém, o preço era bem salgado, algo em torno de US$ 900,00 e US$ 1.300,00. Muito mais alto do que a maioria dos concorrentes.

Porém, no mesmo dia, a Nikon fez algo que não é comum. Rumores sobre câmeras e recursos de equipamentos são coisas que correm a internet desde que a fotografia digital se tornou uma coisa viável comercialmente. Porém, os fabricantes nunca se pronunciaram sobre estes rumores, visto que até ajudava as empresas a ficarem sempre em visibilidade. Desta vez, a Nikon veio a público desmentir as informações que haviam sido publicadas. A nota é pequena e sem muitas explicações, mas muitos diziam que o desmentido seria relacionado apenas ao preço dos equipamentos e não sobre o desenvolvimento das câmeras.

Ontem, dia 10/09, a coisa parece ter se resolvido. O Nikon Rumors veio novamente a público para confirmar que o lançamento das novas câmeras da Nikon está marcado para o dia 21 de setembro, e que não seria apenas uma câmera, mas duas. Os modelos vão ser intitulados de CX V1 e CX J1. Algumas especificações já foram anunciadas também, mas prefiro falar sobre elas no dia do lançamento oficial da câmera. Mas, uma coisa chama a atenção. A resolução máxima dos equipamentos vai ficar em 10 megapixels e o sensor será um pouco menor do que o das câmeras micro-quatro-terços da Olympus e Panasonic, conferindo à câmera um fator de corte de 2,7x. Pode parecer uma grande desvantagem, mas mesmo assim o sensor será bem maior que de uma câmera compacta e a resolução de 10 megapixels garante uma densidade de pixels menor do que das câmeras com sensor maior. Talvez aqui a qualidade de imagem seja o principal ponto a se levar em conta.

Porém, melhores anális serão feitas no dia do anúncio oficial. Muita coisa ainda está no escuro como, por exemplo, se o sensor será um CCD 0u CMOS. Independente disso, o que é certo é que esse novo equipamento pode pender a balança para o lado da Nikon, uma empresa que tem muita tradição e confiabilidade.

relacionados


Comentários