Meio Bit » Baú » Software » Pesquisa revela: Programas Open Source têm mais qualidade média e mais bugs

Pesquisa revela: Programas Open Source têm mais qualidade média e mais bugs

08/10/2006 às 6:17

A Coverity é uma empresa especializada em auditoria de código-fonte. Junto com o departamento de Homeland Security e a Universidade de Stanford, realizaram uma pesquisa com mais de 150 aplicações Open Source e proprietárias. Os resultados são interessantes:

Analizando os softwares de maior qualidade das duas categorias, o software proprietário tinha cinco vezes MENOS bugs que o melhor do Open Source.

Dos 15 softwares com mais pontos em qualidade e segurança, 11 eram proprietários.

A pesquisa também revelou que o software Open Source é, em média, de melhor qualidade que o proprietário.

Isso pode ser explicado pelo empenho pessoal das comunidades de desenvolvimento, que não sofrem pressões de prazos e gerências como o software proprietário, que por sua vez entrega um programa correto dentro das especificações de segurança e qualidade, mas sem nenhum compromisso com inovação ou otimização.

Foram investigadas mais de 60 milhões de linhas de código, através do software da Coverity, que é usado para auditar o código-fonte do Linux, com resultados excelentes, elogiado inclusive por Andrew Morton, um dos desenvolvedores do Kernel do pinguim.

A conclusão da Coverity faz sentido, pois em sua maioria os projetos Open Source não seguem nenhuma metodologia de gerenciamento ou desenvolvimento. Os que o fazem são, obviamente, os mais bem-sucedidos, como o Apache, o Firefox, o Samba e o GNU/LINUX.

Nas palavras de Benjamin Chelf, CTO da Coverity:

A comunidade Open Source deve colocar mais ênfase nas boas práticas da Indústria. Desafiamos a comunidade a olhar de perto como o melhor software proprietário é feito, e aprender com isso. A Qualidade e Segurança de um software são os fatores mais importantes na hora de uma empresa fazer uma escolha. Não se ele é Open Source ou proprietário.

Detalhes da Pesquisa


Fonte: Business Week, via Slashdot

relacionados


Comentários