Meio Bit » Baú » Mobile » Um gostinho do futuro da computação integrada

Um gostinho do futuro da computação integrada

01/09/2011 às 12:37

Todo geek que se preza tem um monte de gadgets, mas a verdade é que eles mal se falam. Nossa gaveta parece festa de Natal com aqueles parentes chatos que só vemos uma vez por ano, incluindo o cunhado esquisitão, mesmo cunhado não sendo parente.

Eles (os gadgets, não os parentes) até trocam dados mas funcionam essencialmente isolados. Sequer consigo ouvir no iPhone uma música armazenada no meu iPad, e passar uma foto do celular para um email no computador é sempre um processo demorado.

Não precisa ser assim, mas as várias tecnologias que se propuseram a integrar equipamentos, principalmente o Bluetooth se resumem a protocolos de comunicação. Essa integração precisa ocorrer no nível do sistema operacional, ou então cada desenvolvedor criará sua própria ferramenta e nada dará certo.

Em um mundo ideal seria diferente, como demonstra o vídeo abaixo, criado pela Nsquared, uma empresa australiana especializada em aplicações para o Microsoft Surface. Eles mostram uma integração não só entra a mesa mágica da Microsoft mas com tablet PCs, celulares Windows Phone 7, telão e… Kinect.

Não é uma coisa Minority Report, é bem mais realista.

Fico dividido sobre esse tipo de aplicação. Se por um lado ainda acho que o velho kit teclado/mouse é mais ágil, penso que uma integração como a mostrada pode ser muito mais lúdica, principalmente para a parte criativa do processo. Mas isso só saberemos no futuro distante, que em informática significa 2013.

Fonte: ISS

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários