Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Microsoft e o DMCA saindo pela culatra

Microsoft e o DMCA saindo pela culatra

30/08/2011 às 9:31

Estava eu alegre e serelepe –mentira, estava muito P da vida- tentando resolver um problema com o Windows. O Live Messenger travava horrores, ficava lento, comendo recursos e levava mais de 1 minuto para abrir uma janela. (nota: Resolvi indo no IE0, opções de rede, LAN e removendo a busca automatica por configurações)

A solução veio via São Google, mas eis que noto no final da página de resultados, uma estranha mensagem:

dmca

Uau, uma página de resultados para a busca “windows live messenger problem slow” foi removida, via DMCA, o Digital Millenium Copyright Act, legislação de 1996 que pega pesado com violações de propriedade intelectual.

A curiosidade, claro falou mais algo, e se havia um link para o pedido de remoção, vamos ver qual é. O site linkado era legítimo, o Chilling Effects é um projeto da Electronic Frontier Foundation e várias Universidades, visa informar os leitores sobre legislação pertinente a propriedade intelectual, liberdade de expressão, coisas do gênero.

O link em questão levava para o documento original enviado pela parte reclamante, no caso a Microsoft. Seu conteúdo é material público, como toda documentação envolvendo processos judiciais, então o Chilling Effects tem todo direito de publicá-lo.

A questão é que o documento contém TODOS os links cuja remoção foi solicitada, veja:

dmca2

São 548 links de download para cópias piratas do Windows 7.

O Google removeu os links, que apareceriam em buscas individuais e em troca linkou para um documento onde TODOS os links estão devidamente organizados e listados. Legalmente estão cobertos, mas cá pra nós foi uma tremenda sacanagem. É bom que o funcionário do Google que se saiu com essa idéia não passe nem perto da Microsoft. Quem foi? Tenho uma foto dele aqui…

Trollface

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários