Meio Bit » Baú » Internet » Executivos de TV descobrem que 1+1 = 2. Segue-se pânico generalizado.

Executivos de TV descobrem que 1+1 = 2. Segue-se pânico generalizado.

29/08/2011 às 12:31

simpsons-fox-racist

Muitos anos atrás em morava em São Cristóvão, no Rio, perto da chamada Rua dos Lustres. É uma rua (dãããã!) repleta de lojas que vendem material de iluminação. Tudo começou quando um comerciante viu que havia uma loja na rua vendendo esse tipo de material, e vendia bem. Pela lógica brasileira (convenhamos, faz tempo que não dá mais para atribuir aos portugueses esse tipo de atitude) “ali era bom lugar para vender lustres”.

Logo surgiu uma segunda, uma terceira e no final dezenas de lojas competiam pelos mesmos fregueses. Vendendo os mesmos produtos, com os mesmos preços. Resultado? TODAS estão sempre à beira da falência, todo mundo nos bairros próximos tem que ir até a Rua dos Lustres, pois não há lojas locais, e ninguém entende como não consegue ganhar dinheiro ali, onde é bom para vender lustres.

Isso acontece com todo tipo de comércio, é tão entranhado na mentalidade do brasileiro que o Niemeyer embutiu essa aberração na estrutura de Brasília, onde há setor para tudo.

Esse tipo de ganância imediatista ocorre também entre gente (teoricamente) mais instruída, como executivos de TV.

pirates2_03

A grande briga contra a pirataria havia aparentemente dado uma guinada em prol dos estúdios, com o advento de serviços legítimos como HULU e Netflix. Pagando uma merreca mensam o espectador tinha acesso ao conteúdo que queria, aceitava a veiculação de publicidade, todo mundo levava sua parte e só quem sofria eram os sites de torrents, afinal qual a graça de baixar uma cópia questionável quando o negócio está ali, a um clique da sua TV?

Em teoria o serviço sequer afetava a audiência dos canais convencionais, na Internet a Fox disponibilizava seus programas no HULU e no site oficial do canal um dia após a exibição na TV.

Aí entra a ganância. Querendo forçar o espectador a ver reprises na TV, tiveram a idéia boçal de aumentar o atraso para OITO dias. Desde o dia 15 de agosto que espectadores que assistem seriados da Fox apenas pela Internet ficaram mais de uma semana atrasados em relação ao resto. E haja spoiler! PS: Smithers é gay![citation needed]

Resultado? O Torrent Freak detectou um aumento de até 183% na procura por seriados da Fox.

Na cabeça dos executivos o público ainda é aquele bando de ovelhas sem vontade própria dos anos 60. Não funciona assim, o espectador do Novo Milênio não tem lealdade a marcas (exceto Apple) e olha com desconfiança tudo que vem de corporações.

Esse espectador quer o conteúdo, e quer agora. Um dia de atraso é perfeitamente viável, mas o exemplo de paciência do espectador não foi seguido pelos executivos, que querem lucros já e agora, de uma mídia que ainda está se consolidando.

Bem, azar o deles. Atitudes como essa da FOX podem até matar o mercado de distribuição de conteúdo legítimo, mas não afetará a pirataria. Óbvio? Claro que é, mas vá explicar isso para um executivo de TV.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários