Meio Bit » Baú » Internet » [opinião] Samsung ameaçando dar uma de louca: Ministro sul-Coreano fala em desenvolver OS proprietário em meio à plena guerra mobile contra Apple e Googlerola.

[opinião] Samsung ameaçando dar uma de louca: Ministro sul-Coreano fala em desenvolver OS proprietário em meio à plena guerra mobile contra Apple e Googlerola.

26/08/2011 às 11:45

O governo sul-Coreano anda bastante satisfeito com a Samsung, sua preciosa posse. A marca tem vendido bem e os números agradam à todos, mesmo diante das dificuldades enfrentadas continuamente nos tribunais com outras empresas.

Quer goste-se muito disso ou não, a Samsung é a única empresa realmente competindo no mercado. E é claro, a satisfação trazida com a expansão da marca é bem mais agradável que as constantes contendas com a Apple na Europa, Australia e em todo o resto do mundo, onde a Samsung é chamada de tudo menos de gente-fina.

De qualquer maneira, aparentemente, a aquisição da Motorola Mobility por U$ 12.5 b pelo Google acabou figurando como o estopim ideal para que a Samsung, aproveitando-se do próprio bom momentum, se arriscasse na imprensa dizendo que tem intenções de desenvolver seu próprio sistema operacional.

Kim Jae-Hong, Ministro-adjunto de Economia do país, veio a público por meio de uma matéria publicada no The Chosunilbo (jornal de notícias locais) e disse nessa segunda-feira:

"Nós pretendemos desenvolver sistemas operacionais web-based proprietários para a Coréia (do Sul) através da formação de um Consórcio de companhias locais. Continuaremos a lapidar um novo tipo de sistema operacional, o que tem sido visto como um produto de próxima geração, afim de construir um tipo de vantagem competitiva da qual nós não desfrutamos no mercado de smartphones e tablets, dominado hoje pela Apple e Google"

A agência de notícias Yonhap adiciona que "Kim vinha dizendo que a Samsung tem sido bastante negativa em co-desenvolver um OS aberto (open source), mas essa instância se modificou drasticamente após a fusão Google-Motorola", desenhando um novo cenário que pode mesmo obrigar a Samsung a um reposicionamento nessa direção. Mas infelizmente não é bem assim que a banda toca e uma decisão errada pode arruinar toda a sua operação.

Esse discurso não bate nem fecha, em nada, com a fala pós-fusão da Samsung publicada no site da Google, no mesmo dia da aquisição histórica.

Sendo nítido que a Samsung só estava a encher a mesma linguiça que os outros fabricantes que dependem neste momento do Android para manter sua operacão - ao mesmo tempo em que se unía à matilha de gatinhos diante do novo papai leão - o release do ministro sul-Coreano acabou mais por confundir do que por aclarar qualquer coisa.

Isso porque a Samsung pode facilmente não ter espaço funcional para começar um OS do zero a tempo de se tornar competitiva e certamente não vai, com isso, arriscar a atual ascendente nas vendas da linha em troca de um OS proprietário. Isso não faz qualquer sentido. A não ser que ela já esteja desenvolvendo algo sigilosamente. O que é bem pouco provável e deixa um cheiro de balela coreana no ar...

Sairia muito mais barato comprar o que resta do WebOS e tweakar o sistema operacional à vontade - know-how certamente não faltaria - do que dar uma de dublê suicida e se meter em uma cena na qual não saberia atuar adequadamente. Pelo menos historicamente, a Samsung nunca foi exemplo de boa desenvolvedora de sistemas operacionais. Hello, Badauê OS!?

Portar o Bada para a linha de high-ends é que ela certamente não faria - espero. E uma porta para qualquer enlace com a Apple não estaria nem fechada, mas sim, blindada com Adamantium. Esqueça.

Restaria apenas uma aproximação com o ainda obscuro complexo Micrókio, o que me parece algo menos do que minimamente plausível - para não dizer totalmente insano.

Verdade seja dita, toda vez que ouvimos ou lemos o termo "Consórcio" associado a um novo projeto de software ou sistema operacional, sabemos onde todo esse BS vai dar. Muita grana será gasta em um projeto cujo destino é lugar nenhum.

E no caso da Samsung, se entrar nessa, tem grandes chances de começar a disputar no soco o território com os fabricantes submissos ao Googlerola, tentando empurrar uma nova linha do tipo a-la-WebOS (a.k.a. Benjamin Buttom Mobile) e você vai se esquecer dessa matéria tão rápido quanto chegou ao final do seu primeiro parágrafo.

Você acha mesmo que a Samsung parte para o desenvolvimento de um OS proprietário, baseado em web, desprendendo-se do licenciamento monopolista que resultou da Googlerola?

Isso está mais com cara de Samba do Coreano Doido, do que outra coisa...

relacionados


Comentários