Meio Bit » Baú » Demais assuntos » “Google me deve US$500 Bilhões”

“Google me deve US$500 Bilhões”

22/08/2011 às 11:07

alanshore Existem Ações Legais iniciadas com base na ignorância, como aquele sujeito do Hawaii que processou o CERN alegando que o Large Hadron Collider iria abrir uma fissura no tecido do espaço-tempo e destruir a Terra. Não sei exatamente onde sua formação de botânico o qualificou para determinar isso, mas o Juiz também não ficou impressionado.

Há Ações iniciadas com base na estupidez e desejo de aparecer, como a astróloga russa que pediu US$300 milhões da NASA, dizendo que a colisão da sonda Deep Impact com o cometa Tempel 1 afetaria negativamente suas previsões.

As melhores ações, entretanto, são baseadas em pura ganância, como as de um tal de David Stebbins, uma versão americana daquela louca do YouTube (não falem o nome dela 3 vezes! Beetlejuice! Beetlejuice! Beetlejuice!). O sujeito é um litigante profissional, daqueles que saem processando Deus e o Mundo esperando que em algum momento acertem a sorte grande, um Juiz de mau humor dê ganho de causa e o dinheiro entre em caminhões.

Esse cidadão descobriu que no contrato de serviço do YouTube há uma cláusula onde o Google se reserva o direito de alterar os termos, e se a outra parte (nós) não gostar, tchau a bença.

Na lógica do cidadão isso significava reciprocidade, então se ELE alterasse o contrato o Google teria que se manifestar.

O GÊNEO redigiu algumas mudanças fajutas, enviou por email e o Google, claro obrou e andou. Nos termos das novas regras, ele escreveu até que caso o Google tentasse qualquer tipo de ação legal contra ele, perderia automaticamente.

Como o Google nem tomou conhecimento e muito menos “cancelou o contrato” apagando a conta do sujeito no YouTube, ele enviou um documento exigindo atitudes em 24 horas, citando a tal cláusula que dizia que caso não houvesse resposta NÃO HAVERIA APELAÇÃO.

Na ausência de resposta para o segundo documento, o espertalhaço alegou quebra de contrato e entrou com uma ação na Justiça dos EUA exigindo US$500 BILHÕES de indenização. Detalhe: Ele não está sequer cogitando a legalidade, na ação ele deixa claro que está direto na fase de execução. “A corte não tem escolha a não ser concordar”.

Não é a primeira vez que o Ás no Direito tenta essa gracinha. Ele tem uma página no MySpace com um contrato LOUCO que, segundo ele você assina ao visitar o link, ou apenas contatar o sujeito via email, telefone, etc. Ele mandou um email para o Walmart, que por sua vez respondeu, e foi o bastante para iniciar um processo onde ele pede US$600 bilhões.

Os tribunais não gostam muito desse tipo de gente gastando seu tempo, então logo veremos nosso amigo David Stebbins tendo que correr atrás de grana para cobrir as custas dessa brincadeira. Isso se algum juiz engraçadinho não reverter a indenização, seria divertido ver o Google cobrando US$500 bilhões do esperto.

Fonte: The Next Web

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários