Meio Bit » Baú » Games » Estudo revela porque jogos são divertidos

Estudo revela porque jogos são divertidos

10/08/2011 às 13:10

dori_sne_09.08.11

Quem me conhece mais de perto sabe que a minha relação com os videogames não se resume apenas a comentar notícias em blogs ou tentar me manter antenado ao o que acontece na indústria. Assim como boa parte das pessoas que leem o Meio Bit Games, eu sou um apaixonado por jogos eletrônicos e desde criança não consigo ficar muito tempo sem me transportar para um mundo virtual, onde posso fazer coisas impossíveis na vida real, mas isso nunca me impediu de as vezes me perguntar o que me faz gostar tantos de games.

Depois de pensar durante muito tempo sobre o assunto eu não consegui chegar a uma conclusão, mas o Dr. Andy Przybylski, da Universidade de Essex no Reino Unido, realizou um estudo e após pesquisar centenas de jogadores casuais e quase mil pessoas que gostam de jogos mais complexos, perguntando-lhes como se sentiam após jogar em relação aos atributos e características que gostariam de ter, ele acredita ter chegado a uma resposta e ela seria justamente essa possibilidade de nos games podermos ser uma versão melhor de nós mesmo.

Um jogo pode ser mais divertido quando você tem a chance de agir e ser como uma versão ideal de si mesmo. A atração para jogar videogames e o que faz disso algo divertido é que eles dão às pessoas a chance de pensar sobre um papel que gostariam de ter e a chance de interpretá-lo.

Eu me enchi de esperança pelas descobertas que mostraram que as pessoas não estão fugindo de si mesmas, mas correndo na direção de seus ideais. Eles não estão fugindo para lugar algum, mas escapando para algum lugar.

Para mim faz todo o sentido e acho mesmo que essa possibilidade de servir como um válvula de escape é um dos principais chamarizes dos games, além do ser humano sempre ter sido fascinado por histórias e por interpretar papéis. Mas seja qual for a explicação, acredito que nunca conseguirei deixar os games.

[via Eurogamer]

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários