Meio Bit » Baú » Games » Chineses vendem filhos para jogar videogame

Chineses vendem filhos para jogar videogame

28/07/2011 às 13:36

dori_chi_28.07.11

O mundo está cheio de histórias lamentáveis envolvendo os jogos eletrônicos e de vez em quando ficamos sabendo de pais desnaturados que deixam seus bebês morrerem – literalmente – de fome ou de crianças que são assassinadas porque estavam atrapalhando a jogatina de seus responsáveis e agora mais um caso bizarro surge.

De acordo com o jornal Sanxiang City News, o casal Li Lin e Li Juan vendeu três filhos para utilizarem o dinheiro em cyber cafés da cidade. A notícia informa que embora eles tenham obtido US$ 500 pela filha, cada um dos meninos foram vendidos por US$ 4600 e após terem sido denunciados pela mãe do rapaz, afirmaram que não tinham intenção de criar as crianças, que só planejam ganhar um pouco de dinheiro com elas e que não sabiam estar fazendo algo ilegal.

A matéria não revela qual o jogo a dupla costuma jogar, mas como no país os MMOs são extremamente populares, há uma grande chance de que se trate de jogo do gênero e a história é mais um capítulo da complicada relação da China com os jogos eletrônicos.

No ano passado o ministro da cultura local impôs uma série de regras ao mercado de games, como proibir que crianças gastem dinheiro real comprando itens em jogos ou obrigando as desenvolvedoras a implementarem controle de tempo em seus jogos, visando impedir que os jovens fiquem viciados.

Embora o problema na maioria desses casos esteja mesmo nas pessoas, já que um casal desses se não gostasse de jogos talvez vendesse as crianças para comprar drogas ou apostar em jogos de azar, a história provavelmente servirá como exemplo para algumas pessoas que desaprovam os videogames.

[via Eurogamer]

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários