Meio Bit » Baú » Internet » O assunto é triste, mas um QR Code pode ajudar

O assunto é triste, mas um QR Code pode ajudar

Israelense cria código QR para o túmulo de sua mãe com link para site-memorial a ela. Será que a ideia pega?

20/07/2011 às 8:14

Qr1

Talvez por se esforçar ao máximo em não refletir no assunto, o homem costuma deixar na mão de algum ente querido a tarefa de decidir o que será escrito em sua lápide.

Yoav Medan teve de fazer a mesma escolha após a triste perda de sua mãe no último mês de junho. Executivo de tecnologia médica, Medan vive em Israel e após discutir o assunto em família, decidiu recorrer à tecnologia moderna para resolver a questão: QR Code.

Um código QR foi colocado na lápide, oferecendo aos visitantes e familiares a possibilidade de serem direcionados para um site feito em tributo à Sra. Medan em seus melhores momentos em vida, com vídeos e fotos.

Qr2

Com o tempo, Medan espera que o website ativado pelo código QR possa ajudar a criar uma memória mais longa para a história de 83 anos de vida de sua mãe, para as próximas gerações.

"Eu me preocupava como ela seria lembrada daqui a 20 ou 40 anos. O que eu quis foi então colocar nossa própria memória em um lugar que não se esquece das coisas", disse em uma entrevista na TED Global, em Edinburgo/Escócia.

O código QR em questão foi feito a partir de uma gravação em relevo a laser e a injeção de uma massa de cor preta, sendo posicionado abaixo de uma peça de vidro.

A ideia é ótima e pode vir a ser algo com o qual as pessoas podem se acostumar, dado o afago familiar com que ações como a de Medan pode trazer para um momento tão difícil.

O único problema, talvez, pode estar nos links em si. Por qualquer razão que seja, o link de destino para o qual aponta o QR Code pode caducar, quebrar etc. e a coisa toda se perderia.

Quem sabe não se cria um TLD perpétuo para tal finalidade?

Ninguém curte falar muito a respeito, mas a ideia é muito boa e tem muito potencial para durar. Para sempre.

Via Mashable.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários