Meio Bit » Baú » Fotografia » Fotos unidas por descrições é o que o Photovine, da Google, promete

Fotos unidas por descrições é o que o Photovine, da Google, promete

Novo aplicativo/rede social da Google é centrada em fotos unidas por assuntos em comum.

13/07/2011 às 10:41

Nem só de Google+ e reformulações visuais em seus principais serviços vive a Google. Embora os trabalhos nessas áreas continuem intensos, parte da companhia trabalha num aplicativo para smartphones/rede social batizado de Photovine.

O acesso ao Photovine ainda não está liberado a todos. No site oficial, existem dois botões, um para uma espécie de fila de espera (convites?), outro para o vídeo abaixo que, por si só, já dá uma ideia de como a coisa funcionará:

http://www.youtube.com/watch?v=-MPIZKPhfDY

Criado pela Slide, uma produtora de jogos casuais adquirida pela Google em agosto de 2010 por cerca de US$ 230 milhões, a premissa do Photovine lembra um pouco a de aplicativos/redes sociais centradas em fotografias, como Instagram e picplz. A diferença está no mote: em vez de filtros, tudo gira em torno de assuntos.

O Mashable conta que havia uma página de suporte com detalhes da investida no site oficial. Ela deve ter mudado, pois nesse momento a referida página só traz endereços de email para contato. De qualquer forma, a descrição do serviço, transcrita abaixo, ajuda a compreender o que vem por aí:

"Photovine é uma comunidade sobre criar coleções de fotos divertidas e únicas às quais chamamos 'videiras' ['vine', em inglês], como uma família que cresce constantemente através de uma descrição comum criada por você, seus amigos e pessoas do mundo inteiro."

Screenshot do app do Photovine para iPhone.

Photovine, no iPhone. Cadê o Nexus S!?

Explicando em detalhes: eu publico uma foto com a legenda "gadget legal". Alguém vê a foto e tira outra foto pautado pela legenda, ou seja, de um gadget legal. E assim o álbum se forma, com gente diferente tirando fotos que têm em comum a descrição.

Outro trecho deixa claro que, não, isso não será um Tumblr-like recheado de pornografia leve:

"Como regra básica, se você não gostaria que sua família visse [a foto], você provavelmente não deveria publicá-la."

O visual do site e do que pode ser visto do aplicativo não parece integrado com o novo padrão visual do Google, o que leva a crer que não haverá, pelo menos a princípio, integração com o Google+. Outro detalhe estranho que chama a atenção é a utilização do iPhone para demonstrar o aplicativo em vez de um smartphone com Android.

Há espaço para algo assim, tão... específico? Com Instagram, Picplz, sem falar nos sites "old school" como Flickr, Picasa e Facebook, as pessoas estariam dispostas a lidar com mais um destino para as suas fotos? O que você acha?

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários