Meio Bit » Baú » Indústria » CATRA, do MIT, é um mecanismo barato que diagnostica catarata através de um celular

CATRA, do MIT, é um mecanismo barato que diagnostica catarata através de um celular

CATRA, invento do MIT, usa um celular e um acessório de plástico para diagnosticar, com precisão e de forma barata, enfermos de catarata.

07/07/2011 às 10:55

Boas ideias são válidas. Boas ideias baratas, são ótimas. Boas ideias baratas que minimizam problemas de saúde, são essenciais.

O Media Lab, grupo do MIT, criou um novo mecanismo que permite diagnosticar a catarata usando um celular. O CATRA, nome do invento, por si já seria digno de nota. Mas ele vai além.

Update: além de bacana, o CATRA tem a participação de brasileiros 🙂 . Mais informações no comentário do gb_ramos e no site do Vitor Pamplona, um dos que trabalham no projeto.

A catarata consiste na opacidade parcial ou total do cristalino do olho. É comum em pessoas de mais idade e, se não for tratada (cirurgicamente), pode levar à cegueira.

O CATRA, além de mais barato que o exame tradicional, que por sua vez depende de maquinário específico e um profissional experiente para operá-lo, traz duas vantagens extras muito interessantes: ele permite detectar a catarata em estágios bem iniciais e reproduz com fidelidade a visão da pessoa diagnosticada. Segundo um dos pesquisadores do MIT, ele funciona como "um radar do olho humano".

À esquerda, o exame tradicional. À direita, o CATRA.

À esquerda, o exame tradicional. À direita, o CATRA.

O equipamento utiliza um celular (no exemplo, abaixo, um da Samsung) com um aplicativo específico e um acessório simples de plástico. O usuário acopla o acessório à tela do celular, inicia o app e segue os passos mostrados na tela, olhando através do acessório. A grosso modo, o que o aplicativo parece fazer é uma série de testes de acuidade visual, do tipo "você enxergar isso aqui?" ou "agora essa imagem está embaçada?". No fim, sai um mapa da visão do paciente.

Especialmente em países subdesenvolvidos, o invento é mais do que bem-vindo. No momento, o MIT está prestes a iniciar testes de campo com o CATRA. Espera-se que no futuro a tecnologia esteja disponível a qualquer um, a preços módicos, facilitando o diagnóstico e ajudando a salvar muita gente das terríveis consequências que a falta de tratamento da catarata ocasiona.

O vídeo abaixo mostra como o CATRA funciona na prática (em inglês):

Via Gadget Lab, Mashable.

relacionados


Comentários