Meio Bit » Baú » Fotografia » O teste mais brutal feito com cartões SD

O teste mais brutal feito com cartões SD

22/06/2011 às 13:37

Bem, sabemos que alguns sites americanos e europeus fazem testes malucos com câmeras fotográficas. Já vimos alguns equipamentos serem molhados, jogados por escadas, usados como martelo, derretidos por maçaricos e até triturados por liquidificadores. Fácil quando se tem grana para comprar uma peça cara dessas para simplesmente ver os seus limites. Porém, cartões de memória não costumam ter esse tratamento.

No começo da Era Digital o cartão de memória era um acessório que todos desconfiavam. Acho que todo mundo já passou ou conhece alguém que passou pelo desconforto de ver um erro de leitura em um cartão de memória. Geralmente se perdia todas as fotos e o miserável do cartão não dava nem um sinal de que iria morrer. Foi por conta disso que se criou o hábito entre alguns profissionais de usar vários cartões de memória pequenos em vez de apenas um com grande capacidade de armazenagem.

Mas, se notarmos bem, isso parece ser coisa do passado. Embora ainda aconteça, o número de pessoas reclamando por esses problemas hoje em dia é uma fração muito pequena do que era antigamente. Só recentemente tive coragem de comprar um cartão de 16GB e aposentar os cartões de 4GB. Isso se deve a confiabilidade e melhor construção dos cartões de memória atualmente. Mas, é sempre bom saber qual o limite que essas pequenas unidades de armazenamento podem alcançar.

Por isso que acho útil, além de engraçado, o vídeo produzido pelo The Camera Store onde eles colocam a prova três marcas conhecidas de cartões SD: Panasonic GOLD Pro, Sandisk Extreme Pro e Hoodman RAW Steel. Quando digo que é o teste mais brutal para um cartão de memória é porque nunca vi alguém atirando em um, mesmo que seja com uma pistola de pressão. O resultado me surpreendeu, pois ao fim o cartão que estava funcionando era o da Panasonic. O mundo não é mais o que era.

Vejam abaixo o vídeo.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários