Meio Bit » Arquivos » Mobile » Onswipe adapta sites de notícias para interfaces touch screen

Onswipe adapta sites de notícias para interfaces touch screen

Onswipe oferece uma solução para converter automaticamente o conteúdo de sites de notícia para navegação em smartphones e tablets, mantendo o uso da web e do navegador, na contra-mão da tendência de publicação via apps.

27/06/2011 às 14:52

slider1 Nesses tempos de mobilidade, uma forte tendência é o crescente acesso a conteúdos via apps em detrimento da navegação pela web. Essa mudança pode até mesmo receber uma “forcinha” de alguns veículos, como no caso do New York Port, que bloqueou o acesso ao site quando é detectado o uso do Safari do iOS. A ideia é “estimular” a adoção do aplicativo vendido na App Store, com acesso pago ao conteúdo.

Na contra-mão dessa tendência vem o Onswipe, que se propõe a facilitar a adaptação do conteúdo de sites de notícias para o acesso via smartphones e tablets, mas mantendo tudo na web, acessável através do navegador. O sistema usa JavaScript e adapta os sites convertendo-os para uma interface baseada em HTML5, gerando uma apresentação ideal para se navegar apenas tocando e deslizando as páginas na tela.

Além de alterar a forma de veiculação de conteúdo, o Onswipe também pretende inovar na exibição de publicidade, que será feita de maneira semelhante à observada em revistas impressas, com anúncios localizados entre as notícias e que podem ocupar uma página inteira. A publicidade também fará uso dos recursos do HTML5 para se apresentar de forma interativa, integrando textos, vídeos e opções de comunicação via redes sociais.

O serviço funcionará recebendo inscrições de sites que pretendam publicar seu material através do sistema. Criada uma conta, existem templates para serem selecionadas, buscando apresentar melhor o conteúdo de cada site. Ainda não existe um processo de seleção definido. Nessa etapa inicial, o Onswipe receberá os cadastros e irá aprová-los gradativamente como forma de testar a demanda e adaptar seus recursos a ela.

Fonte: Wired.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários