Meio Bit » Baú » Games » Phil Harrison: Apple poderá ser a indústria de games

Phil Harrison: Apple poderá ser a indústria de games

Para ex-presidente da Sony, Apple deverá dominar o mercado de games no futuro.

22/06/2011 às 9:20

dori_pip_22.06.11

Quem acompanha o mundo dos videogames sabe que fazer previsões é correr um enorme risco de queimar a língua, principalmente por se tratar de um mercado que muda muito rapidamente e aquela empresa que ontem era dada como morta, basta lançar um produto que caia no gosto do consumidor para amanhã ser a nova rainha do pedaço. No entanto, é sempre bom ver o que figuras experientes tem a dizer e depois de ter sido presidente da divisão europeia da Sony e da Atari, é seguro dizer Phil Harrison é um sujeito que entende da indústria.

A revista Edge aproveitou então uma entrevista com o executivo que hoje trabalha na Gaikai para saber o que ele acha que acontecerá no futuro e além de acreditar que os jogos voltados para as campanhas solo se tornarão mais raros e caros de se desenvolver e que os consoles deverão desaparecer, mas com suas marcas sendo utilizadas pelas companhias para venderem jogos em nossas televisões, algo como um loja virtual, um dos comentários que mais chamou a atenção foi feito sobre o que ele acredita que acontecerá com a Apple.

De acordo com suas palavras, se a fabricante do iPhone continuar na trajetória que está, com sua loja e aparelhos se espalhando da maneira que vemos hoje, em dez anos ela será considerada a indústria de games, ditando as regras sobre como os consumidores adquirirão seus jogos. Para Harrison, a velocidade com que a empresa da maçã vendeu 15 milhões de celulares é algo fenomenal e como a atividade principal nos iPads são os games, essa expansão só tende a aumentar. Ainda ajuda para isso o fato de que quando alguém quer adquirir algo através da loja virtual desses dispositivos, basta clicar em um botão e o produto já é baixado, sem a necessidade de atravessadores e tempo de espera.

Como disse anteriormente, estamos falando de um ramo extremamente dinâmico e embora o seu comentário faça um certo sentido, acho que existe uma grande chance das palavras de Phil Harrison não se confirmarem, ou alguém apostaria, há dez anos, que a Apple estaria na posição que está hoje e digo mais, que a Nintendo teria ganhado tanto dinheiro com o Wii como ganhou? Mas como neste caso não custa apostar, se fosse para colocar minhas fichas em alguém, eu diria que a Valve tem mais chance de dominar esse mercado, cuja tendência é mesmo a distribuição digital, do que qualquer outra companhia.

relacionados


Comentários