Meio Bit » Baú » Games » Take Two: Gostamos de ser independentes

Take Two: Gostamos de ser independentes

Para CEO da empresa, venda é possível, mas les gostam de ser independentes.

14/06/2011 às 10:05

dori_lan_14.06.11

Muitas vezes ser adquirida por uma gigante significa o futuro para uma desenvolvedora, mas por outro lado, não é raro vermos equipes com enorme potencial sendo desfeitas e estúdios competentes tendo que ceder a pressão dos novos mandatários. Por isso sempre há um grande temor sobre uma possível aquisição da Take Two e assim como é certo que todos os anos teremos um Call of Duty ou um Need for Speed, basta eles lançarem algum jogo, que invariavelmente vende muito bem, para que novos rumores sobre a venda da empresa sejam levantados.

Tendo sob sua responsabilidade marcas bem sucedidas como BioShock, Borderlands, a série Civilization e claro, o Grand Theft Auto, bastou o L.A. Noire chegar ao mercado para o CEO Strauss Zelnick falar sobre o futuro da companhia e mesmo não descartando uma venda, deixou claro que não é isso que buscam.

Estou orgulhoso do que entregamos. Estou orgulhoso do valor que criamos nos últimos anos para os acionistas. Estou orgulhoso da equipe ter cometido poucos erros. Mas, estamos aqui para os acionistas. Todas as companhias públicas estão potencialmente disponíveis. Sempre que algo surge, nós levamos em consideração. Tudo isso dito, nós gostamos de ser uma companhia independente.

Zelnick disse muito bem, a Take Two é uma empresa e como tal visa o lucro, mas se eles estão tendo sucesso até hoje sem ter que dar satisfações a ninguém que não sejam os acionistas, porque correr o risco de verem a sua criatividade e liberdade sendo aparadas? Mesmo assim, algo me diz que esses acionistas não ficariam nem um pouco chateado caso um negócio fosse feito.

[via VG247]

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários