Meio Bit » Arquivos » Games » E3 2011 • Nintendo

E3 2011 • Nintendo

Entre outras novidades, a Nintendo apresenta na E3 2011 o novo console, o Wii U.

07/06/2011 às 16:25

dori_e3_nin_06.06.11

Uma apresentação breve, com menos de uma hora e vinte minutos e sem muitas firulas. Foi assim que a Nintendo passou pelo palco da E3 e recaía sobre ela a responsabilidade de apresentar grandes novidades, coisa que Sony e Microsoft praticamente não fizeram ontem. É claro que todas as atenções estavam voltadas para o seu novo console e ao contrário do que a empresa japonesa fez, vamos começar falando justamente dele.

Reggie Fils-Aime começou a apresentar o novo aparelho dizendo que o nome do Wii reforçava a ideia de que o console era voltado para uma experiência coletiva, já para o novo aparelho eles queriam fazer com que a tela do controle tornasse a jogatina mais pessoal e por isso o chamará de Wii U. Isso mesmo, apesar de parecer uma brincadeira de mal gosto, o videogame realmente terá esse nome e embora a explicação seja até plausível a sonoridade não agradou a maioria.

A BigN tratou então de apresentar o controle do videogame e o seu formato também acabou ficando diferente de tudo aquilo que a maioria acreditava. Para descrevê-lo de forma simples, basta dizer que se trata de um tablet com botões físicos e tela sensível ao toque medindo 6,2 polegadas; além de câmera frontal e traseira. O interessante é que de acordo com um vídeo apresentado, poderemos, por exemplo, começar um jogo na TV e continuá-lo no controle, permitindo desenharmos em sua tela (sem multitouch) usando a stylus e interagindo com acessórios como o Wiimote e a Balance Board. Isso por sinal passou a ideia de que o Wii U seria apenas uma expansão para o atual console da empresa, mas que fique claro, haverá um novo videogame compatível com os títulos do Wii e capaz de gerar imagens a 1080p, que não usará o Blu-ray como mídia e sim um DVD proprietário e a sua aparência será esta da imagem abaixo.

dori_nin_07.06.11 A Nintendo fez questão de ressaltar que o Wii U não se trata de um portátil, embora tenha algumas características deles, como navegador de internet ou conexão com amigos e que com ele pretende agradar todo os públicos e de acordo com Shigeru Miyamoto, o grande mérito da plataforma será oferecer aos desenvolvedores possibilidades que nenhuma outra proporciona. E então veio talvez o ponto que todos mais aguardavam, um vídeo com depoimentos de diversos game designers conceituados declarando total apoio ao videogame, dizendo o quanto acreditam que o seu controle será responsável por mudar a maneira como jogamos e foi confirmado que ele receberá títulos de peso, como o Tekken, Baman Arkam City, Darksiders II, Assassin's Creed, Metro Last Night e até mesmo o Ninja Gaiden 3 ou o Battlefield 3, mostrando que os chamados hardcore não serão deixados de lado dessa vez e dando a entender que o aparelho deverá ser poderoso, porém, relatos dão conta de que ele ainda não supera o Xbox 360 e PS3 em qualidade gráfica.

Voltando o início da conferência, uma orquestra tocou músicas da série The Legend of Zelda enquanto imagens de diversos jogos eram exibidas, um forma de homenagear os seus vinte e cinco anos, aparecendo então o seu criador, Shigeru Miyamoto e após interagir com os músicos, Shigsy revelou que todas as plataformas receberão um título da franquia, começando pelo 3DS que ainda hoje terá digitalmente o The Legend of Zelda: Link's Awekening do Game Boy, com o Ocarina of Time 3D previsto para os próximos dias. Já o DSi receberá gratuitamente, também por download, o The Legend of Zelda: Four Swords e no final do ano chega para o Wii o mais aguardado de todos, o The Legend of Zelda: Skyward Sword. Além disso, a orquestra viajará o mundo tocando os temas imortalizados nas aventuras de Link.

dori_nin_07.06.11-2 Foi a vez do presidente da Nintendo of America dar as caras para falar um pouco sobre o 3DS. Ele mostrou alguns trechos do Mario Kart 3DS, que de novidade só mostrou da corridas em baixo d’água, o Star Fox 3DS, com imagens muito bonitas e jogabilidade divertida, o Super Mario 3D, primeiro título do encanado para o portátil e que parece o Mario 64, além do Kid Icarus Uprising, cujo estilo não me gradou muito e que ao lado de um até então desconhecido Smash Bros também será lançado para o Wii U e por fim o inédito Luigi's Mansion 2, que embora muito parecido com o jogo anterior lançado para o Game Cube, segundo Fils-Aime é um título inteiramente novo, com diversas mansões para serem vasculhadas.

Outro vídeo com diversos jogos foram mostrados, com destaque para Resident Evil, Ace Combat 3D, Cave Story 3D, Resident Evil Revelations e Tekken, mas como cada um ficou apenas poucos segundos na tela, mal pudemos ver melhor suas qualidades. Foi dito ainda que o 3DS ganhará um Virtual Console exclusivo, que terá jogos antigos à venda, começando pelos de Game Boy e Game Boy Color e como não poderia deixar de ser, algo relacionado à marca Pokémon pareceu, atendendo pelo nome de Pokédex 3D, jogo que estará disponível digitalmente e que usará as câmeras do portátil para gerar imagens de realidade aumentada.

Mesmo sem ter mostrado nenhuma grande bomba (ok, talvez o nome do console), gostei da apresentação da Nintendo, com exceção do Wii e do DS terem sido deixados de lado e da parte sobre o 3DS. O portátil ainda precisa de uma linha de títulos mais interessantes e o que foi mostrado pela companhia não me fez ter vontade de adquirir um. Já em relação ao Wii U (será difícil nos acostumarmos com esse nomezinho), o conceito parece muito interessante e receber o apoio de tantas produtoras externas é um ótimo sinal, mas ainda faltam muitas informações para saber se ele dará certo, como preço, poderio e até mesmo jogos, já que tudo o que foi mostrado não passa de protótipos.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários