Meio Bit » Arquivos » Fotografia » A foto mais cara da história (novamente)

A foto mais cara da história (novamente)

19/05/2011 às 10:40

Bem, não é segredo para ninguém que cada vez mais a fotografia vem se consolidando e sendo reconhecida como uma importante arte visual. Muitos não davam o devido valor à prática e no Brasil era difícil encontrar galerias de arte que promovessem exposições ou vendessem fotografias como obras de arte. Isso mudou, ainda bem. Agora, fotografias são leiloadas e vendidas por preços altíssimos no mundo inteiro.

Claro que muitos discutem sobre os valores alcançados por obras que parecem serem simples. Mas, vários fatores devem ser levados em consideração quando analisamos a venda de uma imagem. A época em que ela foi feita, o movimento artístico que ela representa, a importância do autor da imagem dentro desse cenário e, acima de tudo, se ela representa alguma ruptura. Porém, mesmo assim, ainda existem alguns critérios subjetivos envolvidos na valorização de uma fotografia. É fácil entender porque uma fotografia de Cartier Bresson ou Ansel Adams é vendida por milhões de dólares enquanto outras obras nos parecem muito simples para valerem tanto dinheiro.

Essa pequena introdução para preparar o leitor para o fato a seguir. No dia 22 de maio, na casa de leilões Christie's, uma foto de Cindy Sherman foi vendida por 3,89 milhões de dólares. A obra, chamada apenas de "Untitled #96" faz parte da série de auto-retratos da artista. Cincdy é fotógrafa e diretora de cinema, e seus auto-retratos se tornaram famosos por levantar questões sobre o papel da mulher na sociedade. Vejam abaixo a imagem mais cara do mundo.

Fonte: Pop Photo

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários