Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Sem os movimentos da mão, você toparia amputá-la para ganhar uma biônica?

Sem os movimentos da mão, você toparia amputá-la para ganhar uma biônica?

Médico austríaco amputa mãos não funcionais e, em seu lugar, coloca mãos biônicas.

18/05/2011 às 14:42

O site da BBC trouxe, hoje, uma reportagem sobre Milo, um sérvio de 26 anos que vive na Áustria e que, há dez anos, perdeu os movimentos da mão direita num acidente de moto. Após uma década com esse problema, ele tomou uma decisão drástica: amputar a mão que não funciona mais para, em seu lugar, colocar uma biônica.

A amputação consentida para substituição por membro biônico de Milo é a segunda de que se tem notícia. Ambas foram conduzidas pelo cirurgião austríaco Oskar Aszmann. A técnica que ele utilizou é bastante sofisticada; para os pacientes, o uso das mãos biônicas é natural, já que elas funcionam baseadas nos mesmos impulsos cerebrais que ativam as funções motoras das mãos de carne, osso e músculos.

O primeiro paciente a passar pelo procedimento com sucesso foi o austríaco Patrick, hoje com 24 anos, no ano passado. À BBC, Patrick contou que a primeira reação dele após a cirurgia foi "Ah meu Deus, eu tenho uma mão nova!". Não dá para estimar a felicidade que Patrick e Milo tiveram após as suas cirurgias, né?

Mão biônica. Patrick teve os movimentos da mão esquerda debilitados após um acidente de trabalho, onde recebeu uma descarga elétrica violenta. Seu caso, bem como o de Milo, eram virtualmente irreversíveis. O Dr. Aszmann diz que a difícil decisão pela amputação e troca por um membro biônico é indicada para quem não tem perspectivas de melhoras pelos métodos tradicionais de recuperação (cirurgias e/ou fisioterapia).

"Milo tem hoje 26 anos e quer seguir seu caminho. Para reconstruir sua mão biologicamente, ele teria que se submeter a um tratamento sem fim e, no fim das contas, ele talvez ainda teria a mão não funcional. (...) [Tudo] É pensando no interesse do paciente, em lhe prover uma solução com a qual ele possa viver bem, por isso não tenho problemas em cortar a mão dele."

Patrick já se mostra bem habituado ao braço biônico. Neste vídeo produzido pela BBC (que não deixa incorporá-lo em outras páginas, ou esconde bem o código), ele consegue abrir uma garrafa, despejar o líquido num copo e bebê-lo, bem como amarrar o cadarço do próprio tênis. Ele ainda mostra o rapaz testando uma nova versão da mão biônica, agora com seis sensores (a atual conta com apenas dois). Esses sensores extras lhe conferem habilidades novas, como girar o pulso e abrir e fechar os dedos.

Imagine o que será possível daqui a dez, vinte anos?

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários