Meio Bit » Arquivos » Software » Usuários de MacOS e Windows preparem-se: vem aí uma nova interface para seu SO

Usuários de MacOS e Windows preparem-se: vem aí uma nova interface para seu SO

15/09/2006 às 11:33

Muita gente não acreditou quando os boatos começaram a aparecer: o KDE 4 rodaria em Linux, MacOS e Windows. Teve gente até que disse que eu estava “viajando” ou querendo “criar polêmica” quando falei isso aqui no Meiobit pela primeira vez. Mas enfim, como já era falado há muito nas listas de discussão do Projeto KDE e como o Helio Castro já tinha me falado à medida que o KDE 4 vai tomando forma e ficando maduro ele aproxima-se cada vez mais da maçã e da janela. Pacotes de desenvolvimento de aplicações (kdelibs) já compilam e rodam em Windows e MacOS respectivamente. Servem como base para que desenvolvedores possam começar a escrever e portar suas aplicações para o novo ambiente e testarem suas capacidades de rodar em outras plataformas que não o Linux.


Konqi, o mascote do KDE quer aparecer no seu Windows


Você pode pensar que para o usuário de MacOS uma outra interface é desnecessária ou que para o usuário de Windows não há necessidade de programas construídos sobre a dupla QT/KDE. Pense de novo. A grande promessa do Java era de permitir que os programadores escrevessem um só código e rodassem em qualquer lugar. Depois de cair no mundo real o pessoal percebeu que isso não era bem verdade e hoje o Java faz muito sucesso na web mas quantas aplicações nessa linguagem você roda todo dia fora do seu navegador? A proposta do KDE 4 é parecida. Com uma base de desenvolvimento comum às três plataformas mais presentes no mercado hoje a idéia é que, de olho em fazer um software extremamente fácil de portar, os desenvolvedores escolham o duo QT/KDE como toolkit para desenvolver aplicações. Para o usuário não custará nada instalar as bibliotecas em seus Windows ou MacOSes e assim teremos aplicações multiplataforma com pouco esforço de reescrita de código. Aplicações livres podem ficar mais conhecidas e receberem estímulo e mais membros em suas comunidades. Usuários terão mais aplicações para escolher e usar.


Konqueror rodando em MacOS compilado com bibliotecas de KDE4

O intuito é que, quando o KDE 4 estiver pronto, ele possa ser rodado como interface para os outros sistemas operacionais também. E por isso um grande trabalho está sendo feito na parte de usabilidade e de desenvolvimento de novas técnicas e recursos, para que os usuários de outros sistemas que não o Linux também possam ser atraídos para o ambiente gráfico das engrenagens. É o que chamam de win – win situation pois todo mundo pode lucrar alguma coisa com isso. Agora que todo mundo pôde confirmar que eu não fiquei louco (ainda) você pode sair por aí e buscar algumas informações sobre o futuro KDE 4 e já começar a esperar ansioso pela oportunidade de testá-lo, quer você use Linux, MacOS ou Windows 😉

Via OSNews

relacionados


Comentários