Meio Bit » Baú » Games » Número de assinantes do World of Warcraft cai 5%

Número de assinantes do World of Warcraft cai 5%

MMO da Blizzard sofre redução no número de assinantes e motivo principal seria a curta duração da expansão Cataclism.

11/05/2011 às 17:09

dori_wow_11.05.11

A Blizzard realizou uma conferência para investidores há alguns dias e nela o CEO Mike Morhaime revelou que no último levantamento o número de assinantes do World of Warcraft teve uma queda considerável, passando de 12 milhões para 11.4, o que poderia ser bastante preocupante, mas a produtora acredita ter a resposta para isso ter acontecido.

Segundo o executivo, o “problema” estaria na experiência adquirida pelos jogadores, que por estarem jogando a tanto tempo, já estão habituados com a sua mecânica e por isso consumiram a expansão Cataclism muito mais rapidamente do que qualquer outra lançada anteriormente e a solução seria acelerar o desenvolvimento de novos conteúdos para fazer com que eles permaneçam no jogo por mais tempo. Outro motivo para esta diminuição estaria no fato de que a China, um dos principais mercado do WoW, ainda não recebeu a expansão que despertou o dragão Deathwing the Destroyer.

Porém, também temos que levar em consideração a concorrência, principalmente do RIFT, que possui um estilo semelhante ao do RPG da Blizzard e chegou ao mercado em março trazendo algumas novidades interessantes à jogabilidade, conquistando muitos jogadores e a tendência é que vários outros lhe dê uma chance, já que agora é possível testá-lo gratuitamente durante 7 dias.

Mesmo assim, o reinado do World of Warcraft ainda está longe de ser ameaçado, pois a produtora possui nas mãos um dos maiores sucessos da história dos jogos eletrônicos e da mesma maneira que os jogadores tiveram todos esses anos para aprender a desossar as expansões em tempo recorde, a Blizzard também conseguiu adquirir uma enorme experiência para saber o que o seu público deseja. A questão é saber até quando o jogo conseguirá se manter inatingível.

[via WoW Insider]

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários