Meio Bit » Baú » Games » Ed Boon defende Online Pass no Mortal Kombat

Ed Boon defende Online Pass no Mortal Kombat

Para criador do Mortal Kombat, permitir que apenas o primeiro comprador jogue online é algo justo.

21/04/2011 às 14:00

dori_mort_20.04.11

Como vocês já devem estar sabendo, o Mortal Kombat lançado recentemente conta com aquele polêmico sistema em que é necessário inserirmos um código para que o modo online seja liberado, tentando assim evitar que os jogadores revendam o game. A prática já se tornou comum entre os títulos da Electronic Arts e THQ e não costuma ser muito bem vista entre os jogadores e por isso Ed Boon, criador da franquia, saiu em defesa das produtoras que a utilizam.

É necessário para os jogos, ponto. Quando vendemos um jogo, precisamos recuperar o custo de desenvolvimento. Esses jogos custam muitos milhões de dólares para serem produzidos. Se alguém revende nossos jogos e nos deixa de fora da partilha de lucros, para pagar nossos jogos temos que fazer algo para proteger nosso investimento.

Os caras que comprarem o game pela primeira vez terão a parte online gratuitamente. Terá o jogo completo. Para quem quiser comprá-lo por US$ 20 ou algo assim, consideravelmente menos, sentimos como se eles não tivessem pagado o preço completo pelo jogo. As pessoas que apenas alugam jogos ou que compram usados provavelmente experimentam muito mais jogos em um curto período de tempo. Sentimos que para continuarmos criando jogos, precisamos receber o suficiente. Esta é a motivação.

Eu já defendi anteriormente essa postura por parte das desenvolvedoras e só acho que a informação deveria vir explicita na embalagem do game. De qualquer forma, vale lembra que mesmo se o jogador não possuir tal código, o Mortal Kombat funcionará online durante dois dias e após esse período será necessário comprar um passe que libera as partidas através das redes do Xbox 360 e Playstation 3, o que certamente não deixará muita gente feliz, mas eu não consigo discordar da opinião de Boon, por mais cruel que ela possa parecer.

[via Eurogamer]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários