Meio Bit » Baú » Lenovo lança laptop Linux do jeito que Redmond gosta

Lenovo lança laptop Linux do jeito que Redmond gosta

19/08/2006 às 0:13

A notícia tinha tudo para ser boa, um laptop da Lenovo com processador
Intel Core Duo T2700 de2.33 GHz, 1 GB de memória expansível até 4G, HD de 100 GB, uma ATI FireGL V5200 com 256 MB de
memória, gravador de DVD burner WIFI e leitor de impressão digital, rodando SUSE.

Excelente, resolvido o problema de drivers otimizados, tudo funcionando direto da caixa, exatamente o que o usuário
final quer. Um equipamento top, chamado por eles mesmos de workstation. Palmas para eles, certo?

Errado.

O LinuxPlanet revelou que o HD virá
vazio, o usuário terá que comprar o SLED (SUSE Linux Enterprise Desktop) da Novell, cuja licença custa US$50. POR ANO. Aí sim, de posse da
licença, o usuário pode instalar o sistema e então baixar os drivers do site da Lenovo.

Bem, ao menos ele deve sair mais em conta que a versão Windows, como até os equipamentos da Dell conseguem, certo?

Errado de novo. A versão Linux custa US$3100,00 enquanto uma versão com Windows custa US$2360,00. Ou seja, os
usuários Linux pagarão US$740,00 a mais pelo privilégio de poder assinar o SLED por
US$50,00, instalar o sistema, conectar e baixar os drivers e ai sim ter seu equipamento funcionando.

A teoria mais lógica que posso pensar é que ligaram pro Linus Torvalds para pedir sugestões para o projeto, deu linha
cruzada e quem atendeu foi o Bill Gates.

Fontes:

Engadget,
TGDaily, LinuxPlanet, Novell

relacionados


Comentários