Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Capitão Nascimento seria ainda mais badass com os novos óculos "RoboCop" da polícia brasileira

Capitão Nascimento seria ainda mais badass com os novos óculos "RoboCop" da polícia brasileira

Policiais brasileiros ganharão, em breve, óculos que analisam pessoas na rua e identificam criminosos.

14/04/2011 às 21:54

RoboCop brasileiro, sô!

RoboCop brasileiro, sô!

Parece ficção científica, coisa que no RoboCop seria só mais um recurso entre tantas tralhas tecnológicas das quais ele dispõe para descer o braço nos bandidos de Detroit. Mas à disposição de um ser humano!? É de cair o queixo. E É DO BRASIL-SIL-SIL! de Israel (a tecnologia) — valeu, Emiliano!

Explicando: tratam-se de óculos que fazem muito mais que proteger os olhos dos raios ultra violentas. Eles têm, embutidas, minúsculas câmeras e um processador que, utilizando realidade aumentada e reconhecimento facial, é capaz de detectar em meio à multidão bandidos previamente catalogados num banco de dados.

Os óculos varrem até 400 rostos por segundo numa distância de até 45 metros. Isso na configuração padrão; é possível diminuir a velocidade e aumentar o alcance. Cada comparação analisa 46 mil pontos biométricos no rosto da pessoa, cruzando os dados obtidos em tempo real com os do banco de dados.

Policias de São Paulo e Rio de Janeiro já receberam protótipos do novo brinquedo, e nas próximas semanas a polícia paulista fará testes em ambientes reais, como shows e jogos de futebol. Esse esforço visa os grandes eventos esportivos que serão sediados no Brasil nos próximos anos — Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016.

Enquanto Detroit ganha uma estátua (para lá de legal, diga-se), aqui começamos a efetivamente construir o RoboCop. Seria isso um viral do reboot de RoboCop, dirigido por José Padilha? E quando chega o jetpack?

Fonte: Aol News.

relacionados


Comentários