Meio Bit » Baú » Hardware » Athlon 64 FX-62: Top de Linha ou Tendão de Aquiles?

Athlon 64 FX-62: Top de Linha ou Tendão de Aquiles?

06/08/2006 às 23:10

Ao lançar a linha Core Duo a Intel mudou temporariamente o mercado, ganhando em preço e performance da família de processadores da AMD dual-core, os Athlon 64 X2. Houve a reação, é claro, com cortes de preços superando 50%, fazendo com que os X2 voltassem a ficar interessantes ao consumidor, oferecendo boa performance por preços mais baixos.

Lá fora, essa mudança no mercado já refletiu nas lojas online. Aqui no Brasil, ainda estamos pagando o preço antigo + câmbio + multas (o governo chama de impostos) + prêmio (que é o preço de um produto top de linha vendido no mercado local). O exemplo disso é o preço do modelo 4800+: R$ R$ 2.383,75 (US$ 1.036,00 com câmbio a R$ 2,30) contra US$ 352,00 pagos na NewEgg.

Mas há uma ovelha negra na família AMD e ele chama-se Athlon 64 FX-62...Leia com atenção os dois gráficos abaixo, em dois jogos modernos e com alto consumo de recursos. Notou algo de estranho?

Veja essas outras comparações aqui.

Na página seguinte, o TomsHardware testa aplicativos, mas os resultados são todos semelhantes: um processador CoreDuo E6600 ganha em praticamente tudo do processador considerado top de linha da AMD. Mas o problema não é esse e sim o preço, que quebra completamente a linha de preço/performance da AMD, tão bem defendida pela linha X2. O FX-62 custa em torno de 900 dólares, caro demais para a performance oferecida e até a nova geração ser lançada, os preços devem continuar altos, porque o custo de produção dele é alto. Um corte de preços não é factível nesse momento, pois iria vampirizar as vendas da bem-sucedida linha X2.

Se hoje alguém for comprar uma máquina nova, top de linha, fazendo valer cada centavo, não há muito o que pensar em termos de processadores além do Core Duo E6600 por um motivo simples: performance superior ao Athlon 64 FX-62 com preço semelhante ao Athlon 64 X2 4800+.

O FX-62 nadou e morreu na praia. O mercado dele são os entusiastas, indivíduos que preferem comprar um computador top de linha que trocar de carro... ou mesmo ter um carro. Esse público é muito exigente em termos de performance e não aceita pagar por algo que dê retorno aquém do esperado. Nesse exato instante, esse público prefere pagar por um Core Duo Extreme ou esperar a resposta da AMD em alguns meses.

relacionados


Comentários