Meio Bit » Baú » Games » Moon Diver é sequência espiritual do Strider

Moon Diver é sequência espiritual do Strider

Criado pelo mesmo responsável pelo antigo sucesso da Capcom, jogo é muito parecido com a fonte de inspiração.

01/04/2011 às 13:45

Eu seria capaz de apostar que todas as pessoas que tiveram um Mega Drive próximo ao seu lançamento tiveram o prazer de jogar um game chamado Strider. Lançado originalmente para os arcades e idealizado por Kouichi Yotsui, o jogo também apareceu no Nintendinho, mas nas versões caseiras ele brilhou mesmo no videogame de 16-bits da Sega e os seus maiores destaques estavam nos belos gráficos e na jogabilidade inovadora. A série curiosamente recebeu duas sequências chamadas Strider II, uma desenvolvida pela extinta U.S. Gold e outra pela própria Capcom, mas nenhuma das duas fez tanto sucesso quanto o primeiro.

Eis que para a surpresa dos fãs esta semana a Square Enix disponibilizou por US$ 14,99 na PSN o jogo Moon Diver, espécie de sucessor espiritual da saga de Strider Hiryu, que se não tem ligação com o enredo, não esconde as influências do antigo clássico na jogabilidade. Desenvolvido pela feelplus, estúdio criado pela Microsoft para ajudar a Mistwalker e que depois foi adquirido pela AQ Interactive, ao ver o trailer de divulgação fica fácil perceber as semelhanças, o que pode ser explicado pelo fato de que o seu diretor é o mesmo responsável pela criação do jogo daquele que já foi um dos maiores heróis da Capcom.

Além de uma grande quantidade de inimigos e chefes imensos, os personagens evoluem conforme avançamos pelos 12 estágios e o novo jogo conta com gráficos em 3D e a possibilidade de até quatro pessoas jogarem cooperativamente, seja online ou localmente. Esta última novidade no entanto achei um tanto desnecessária, já que o estilo do jogo, na minha opinião, dispensa a necessidade de mais jogadores na tela e para dizer a verdade, até pode transformar tudo numa grande bagunça.

Previsto para chegar a Xbox Live no próximo mês, é bom ver que os envolvidos pelo menos não mudaram muito da estrutura da sua fonte de inspiração.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários