Meio Bit » Baú » Games » Early adopter só se f...erra: economize MUITO comprando produtos "velhos"

Early adopter só se f...erra: economize MUITO comprando produtos "velhos"

Ser early adopter, além de arriscado, é caro. Confira algumas situações que justificam esperar pela queda de preços.

29/03/2011 às 11:21

Fila, em Dallas, para comprar o iPad 2.

Fila, em Dallas, para comprar o iPad 2. (Foto por Larry W. Smith/EFE)

Existe uma velha máxima na tecnologia, que a maioria dos leitores do Meio Bit deve conhecer, que diz que "early adopter só se ferra". Trocando em miúdos, isso quer dizer que quem anda na crista da onda (ouch!) e compra no impulso, ou mesmo de forma planejada, lançamentos, corre sérios riscos.

Quais? Vários. Antes mesmo de colocar as mãos no produto, já paga mais caro só pelo fator novidade. Há exceções, descontos para quem realiza pré-venda, mas acredite: esse desconto é menor se comparado à queda de preço que esse mesmo produto sofrerá dali a alguns meses. E tem outros, mais sérios, como defeitos na linha de fabricação (oi, Sandy Bridge!), qualidade aquém do esperado (Xoom, taí?) e quedas imediatas de preços poucos dias após o lançamento (é contigo, Homefront).

Dia desses o lendário Pablo Miyazawa escreveu um texto muito consciente sobre a avalanche de lançamentos na área de games e como não devemos nos deixar ser "fisgados" pelo consumismo. O escopo do texto é limitado, mas vale para praticamente tudo. As empresas querem lucro e, após botar um produto muito bom no mercado, precisam fazer algo ainda melhor para justificar o upgrade. Em termos planos, precisam criar necessidades.

Peguemos como exemplo os processadores da Intel. A primeira geração da linha Core iX ainda é sinônimo de desempenho. No início desse ano saiu a segunda fornada, codinome Sandy Bridge, com, obviamente, melhorias em relação à que a antecessora. A pergunta é: quem tem um Core i3 530 precisa atualizar o processador para um Core i3 2100?

Core i3 530 (1ª geração) em azul; Core i3 2100 (2ª geração) em preto.

Core i3 530 (1ª geração) em azul; Core i3 2100 (2ª geração) em preto.

Há, sim, ganho em desempenho, mas será que justifica o investimento? você fará seu trabalho mais rapidamente com o processador novo? Ele trará algum acréscimo à sua vida? A menos que seu trabalho dependa do processador, não — e se depender, você já começou errado láááá atrás, quando comprou um Core i3. Então, dá para aguentar numa boa, sem stress, mais uma ou até duas gerações da Intel antes da atualização valer a pena. Eu ainda estou com um Athlon X2 6000+ — embora o TDP de 125W desse modelo me incomode e a diferença de desempenho para um Core i3 de entrada, de ~100% em algumas situações, talvez já justifique um upgrade por aqui.

Pegando o gancho do Gamer.BR, com games é a mesma coisa. Qualquer lançamento para PC sai por US$ 49,99, algumas aberrações, a US$ 59,99. Com exceçãod e Call of Duty, que nunca baixa, qualquer outro título fica ridiculamente barato após alguns meses, num "midweek madness" ou "weekend deal" do Steam.

Eu sou um caçador de promoções, com jogos, então... O único jogo que comprei fora de promoção foi Street Fighter IV, em pré-venda (com US$ 5 de desconto; dois meses depois, o Steam cortou 50% do preço num fim de semana). De resto, só promoção, promoção, promoção. Mesmo os blockbusters barateiam com o tempo. Battlefield Bad Company 2, um dos mais aclamados FPS do ano passado, tornou-se meu no fim do ano por ~US$ 10...

O ritmo frenético de lançamentos, ajudado pela mídia (mea culpa aqui...), faz com que deixemos de aproveitar o que já temos, iludidos com a "necessidade" de ter algo melhor. A premissa básica não deixa de ser verdadeira, afinal, a todo momento melhorias e novas versões são criadas, mas subjetivamente, são bem específicos os casos onde essa substituição imediata é válida.

Mais uma? O iPad 2 saiu, lá fora, e deve pintar por aqui em breve. Embora o desconto não seja do tipo "opa, agora eu já posso comprar à vista", o primeiro modelo teve um corte expressivo na Apple Store brasileira. Considerando que, aqui, o iPad original saiu no final do ano passado, seis meses é um período curtíssimo, já rolou um corte substancial no preço. Boa hora para comprá-lo.

Você costuma comprar coisas no lançamento, ou é do tipo que busca sempre um descontinho em produtos mais antigos? Conte-nos sua experiência nos comentários!

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários