Meio Bit » Baú » Games » David Cage: Jogos precisam de histórias pessoais

David Cage: Jogos precisam de histórias pessoais

Para criador do Heavy Rain, jogos não precisam falar apenas da luta dos humanos contra os alienígenas.

23/03/2011 às 10:05

dori_heav_22.03.11

A premiação da BAFTA continua repercutindo e após Peter Molyneux dizer que precisamos dar mais atenção aos novos desenvolvedores, chegou a vez da mídia ouvir o que o criador do Heavy Rain, jogo que levou o maior número de prêmios no evento, espera para os próximos anos. Para David Cage, chegou a hora de a indústria de games dar um passo adiante e os jogos começarem a falar mais sobre assuntos corriqueiros e não apenas colocar os jogadores para enfrentar invasões alienígenas, na opinião do game designer, a mídia precisa contar histórias novas.

Os jogos são sempre as mesmas coisas. Sobre sermos poderosos, sermos os mocinhos contra os bandidos – isso é apenas uma pequena parte do que pode ser feito. Existem tantas outras histórias para serem contadas, tantas emoções para serem ativadas – é uma nova mídia fantástica, podemos fazer muito mais do que estamos fazendo atualmente.

Na Europa, não somos tão fáceis de satisfazer; nos dar uma arma para segurar não é necessariamente o suficiente em um jogo. Mas não é apenas na Europa, tenho ouvido vários desenvolvedores nos EUA dizendo a mesma coisa – ‘Veja, estou com 40, estou farto de escrever jogos onde você atira em todo o mundo. Isso era divertido quando eu tinha vinte anos, mas agora eu quero fazer outra coisa. Eu não assisto os mesmos filmes que assistia quando tinha 20, não escuto as mesmas músicas, mas continuo fazendo os mesmo jogos!’ Os desenvolvedores estão fartos – eles querem falar sobre as suas famílias, políticas, seja o que for – porque não em um jogo? Porque não? Não há um motivo.

Foi a primeira vez em que escrevi baseado em algo pessoal. Não era sobre space marines lutando contra aliens, era sobre a relação com o meu primeiro filho e como ele mudou a minha vida – e também sobre como foi algo totalmente novo amar alguém sem esperar nada em troca,” afirmou Cage sobre o processo de criação do título exclusivo para o Playstation 3.

Por enquanto os reflexos do sucesso do Heavy Rain em outras produções ainda não foram sentidos, mas com ele ficou claro que um videogame pode oferecer aos jogadores boas doses de drama sem tornar a experiência maçante. Os discursos a favor de enredos mais elaborados nos games cresceu bastante com a chegada desta geração e se ainda não vimos um Cidadão Kane ou Poderoso Chefão dos games, algumas produções como o Red Dead Redemption ou o Beyond God & Evil estão aí para nos mostrar que nem só de Dooms e Team Fortress vive a indústria.

[via The Guardian]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários